O QUE DA NOTICIA (AOR OLIVEIRA)


ARIQUEMES - A ALTA TRAIÇÃO NO MDB

personO QUE DA NOTICIA (AOR OLIVEIRA) date_range18 Mai 2020 - 17h11 location_onARIQUEMES

O conceito de traição pode ser datado do início república romana , mas foi definido por critérios nebulosos. E essa nebulosidade caiu aqui na terra dos “uru-weu-au- au”. As primeiras leis francesas e anglo-saxões para o julgamento de pessoas consideradas traidor foram inspirados por, e em alguns casos, diretamente retirado, concepções romanas e germânicas final do crime. Só que a traição sofrida pelo Cap. Levi então candidato a Prefeito pelo partido, não houve julgamento, e nem concepções de avaliação do nome expressivo da política local como é de Levi, com uma passagem brilhante pela Câmara Municipal, suas qualidades pessoais fogem a qualquer comentário.  



Embora seja difícil identificar precisamente onde o conceito de traição originou, dentro do partido, mas o que se sabe que foi uma manobra arquitetada pelo Presidente Regional Deputado Lucio Mosquine que sorrateiramente filiou no dia 3 de abril a jovem batalhadora Mary Braganhol para ter uma única finalidade desestabilizar o partido em Ariquemes.



Uma vez que, presumivelmente, é tão antiga essa tática política quanto a própria história, a  manifestação de Mosquine recebe as benção do Senador das ilusões que na verdade não quer nem a Mary ou Levi a frente de uma  candidatura do MDB, mais sim reservando os direitos de indicar sua irmã Claudia Moura como possível vice de Tiziu. Essa traição veio na forma de perduellio , que etimologicamente deriva da terminologia latina para “inimigo base,” ou “guerra ímpios.” Com essa armação quem sofreu o revés o Cap. Levi. Com toda essa postura política partidária Levi tomou a decisão junto aos seus colaboradores que não será candidato a nada pelo MDB.



CORONA VÍRUS SÓ AUMENTA



O boletim dos corona vírus no Estado diz que Ariquemes tem hoje 152 casos da doença.



Curioso a Câmara de Vereadores de Ariquemes tem uma Comissão para tratar desse assunto, mais até esse momento o Presidente desta Comissão Vereador Rafael é o Fera, não se pronunciou, para criticar ele tem a língua afiada mais que a lâmina da espado do Rei Arthur.



Disse o internauta:



“A cura em Ariquemes e em menos de 24 horas... graças a Deus Por Tudo... o único município do estado e do mundo que tá curando rápido.. a tecnologia avançou em Ariquemes além de outros países da Primeiro mundo inclusive a China...... eis a questão qual o segredo qual a medicação.... ressalta-se que os Estados vizinhos irá reposta os Pacientes diagnosticados com covid 19 para Ariquemes Rondônia.. a fórmula tá aqui da cura”.



ARIQUEMES – POLÍTICOS CAÍRAM NO DESESPERO



Os políticos de Ariquemes deixaram de ser apenas e tão somente o macaco-imitador; feliz e traquinas. Agregou ao seu comportamento mais um jeito ridículo e curioso de agir, esconde-se. Acabou o período da imitação e das cópias, sem responsabilidade, o qual infelizmente e durante séculos foram as características dos mandatários.



Estamos transmudados. Não mais fazemos imitações, somos agora o protótipo de uma ave, no mínimo curiosa: o Avestruz. Coincidentemente, essa ave simboliza, em alguns lugares do Brasil, o indivíduo de má reputação, ou a pessoa ignorante. Para entendermos essa transformação – do macaco para o avestruz – basta verificarmos uma das características do novo modelo, adotado pelos políticos atuais e por aqueles que exercem, de alguma forma o poder de decisão nesse país.



Essa ave quando sente medo corre e ao verificar que não existem saídas alternativas, enterra a cabeça em um buraco, sentindo-se assim protegida. Agindo dessa forma o seu instinto lhe diz, - como se fosse possível; num passe de mágica - que os problemas terminaram; ou seja: o que a importunava até então, desapareceu ...



O Avestruz nos faz lembrar do comportamento dos deputados federais envolvidos no esquema de corrupção e dos assessores da Presidência da República, os quais perderam a noção do mundo real.



A comparação entre o macaco e o avestruz só faz sentido quando analisamos a história política do Brasil e,  justifica-se, quando verificamos que agindo como o macaco copiamos o modelo presidencialista americano, incluindo o sistema bicameral – Senado e Câmara de Deputados, após séculos de um Brasil-Colônia extrativista e de uma experiência imperial fracassada, logo após a Independência. O início da democracia e da construção da República deu-se através da elite, sem a participação popular.



BUTANTAN X CÂMARA DE VEREADORES



O Instituto Butantan localizado em São Paulo é um centro de estudo cientifico voltado fabricação de diversas vacinas.



 O Instituto Butantan é conhecido não só pela produção de vacinas, mas pelas pesquisas ativas de desenvolvimento de novas vacinas. Entre os projetos tocados por pesquisadores do instituto estão vacinas contra pneumonia bacteriana por Streptococcus pneumoniae e contra os 4 sorotipos do vírus da dengue. A vacina contra a dengue desenvolvida pelo instituto está em fase final de ensaios clínicos e uma parceria multimilionária com a Merck Sharp & Dohme foi montada para acelerar a fase final do processo de desenvolvimento, validação e implementação.



Câmara de vereadores uma instituição politica que dá assentamento aos vereadores eleitos pelo voto secreto do povo do município.



Não se justifica a comparação.



FALTA DE RESPEITO POLITICO



Quem visita a Câmara de Vereadores de Ariquemes, vai notar perfeitamente que falta a exposição de uma legislatura precisamente a 8ª – onde o atual Deputado Estadual Alex Redano foi o presidente.



A questão é que numa pura falta de respeito para com a politica de Ariquemes e sua história, o quadro que deveria estar juntos aos outros se encontra jogado as traças no estacionamento da Câmara.



Vejam.





 



 



 


Sobre o autor

O QUE DA NOTICIA (AOR OLIVEIRA)