O QUE DA NOTICIA (AOR OLIVEIRA)


COMO POSSO ADMINISTRAR SE NÃO SEI!

personO QUE DA NOTICIA (AOR OLIVEIRA) date_range24 Abr 2018 - 15h30 location_onARIQUEMES

As melhores práticas para saber administrar um cidade sem dinheiro é ter noção do custo administrativo é saber ganhar para investir; nunca gaste mais do que ganha; ou seja a administração pública é composta de repasse federal, estadual e arrecadação própria, fruto do pagamento de impostos.  



Não consegue administrar seu dinheiro e fazer ele render? Em tempos de crise, tudo fica ainda mais complicado, né?



Provavelmente o prefeito deve saber que só precisa de um pouco de organização, planejamento e adequação das finanças para colocar tudo nos eixos. O problema é que organizar as finanças nem sempre é fácil, ainda mais quando os prefeitos tem hábitos de gastar cada vez mais sem planejamento.



A POLÍTICA DA CORRUPÇÃO



Em Rondônia, política e corrupção acabaram se tornando palavras agregadas. Todos os dias são inúmeras matérias publicadas falando de desvio de verbas, superfaturamento de obras e tantos outros crimes cometidos pelos políticos, que deveriam usar o poder para ajudar a população.



A palavra corrupção deriva do latim corruptus, que, numa primeira definição, significa “quebrado em pedaços” e em um segundo sentido, “apodrecido; pútrido”. Em uma definição ampla, corrupção política significa o uso ilegal – que pode ser por parte de governantes, funcionários públicos ou privados – do poder político e financeiro de órgãos ou setores governamentais com o objetivo de transferir renda pública ou privada de maneira criminosa para determinados indivíduos ou grupos de indivíduos ligados por quaisquer laços de interesse comum – negócios, localidade de moradia, etnia, entre outros.



A corrupção em Rondônia vai muito além de um erro cometido uma única vez. A condição da política rondoniense é baseada na acomodação da sociedade com a situação atual, na aceitação da corrupção como normalidade, na legislação defasada e complacente com os erros. As constantes denúncias de desvio das verbas públicas, divulgadas pela mídia, fazem com que a indignação dos cidadãos vá diminuindo, e, sem ser pressionados, os réus encontram métodos para se livrar das acusações.



É preciso que a população tenha a consciência de que a corrupção produz pobreza e impede o desenvolvimento do estado.



 


Sobre o autor

O QUE DA NOTICIA (AOR OLIVEIRA)