POLITICA & POLÍTICOS (CARLOS SPERANÇA)


Confúcio aparece bem na foto

personPOLITICA & POLÍTICOS (CARLOS SPERANÇA) date_range03 Jul 2018 - 06h01

A aposentadoria do macho?



As expedições saindo pela Amazônia fazem descobertas em cascatas. Há pouco, divulgaram a descoberta de pelo menos doze espécies não catalogadas de sapos e lagartos.



Um dos interesses das explorações é sexual e causa bate-bocas entre  humanos permissivos ou intolerantes: por que os machos estão desaparecendo? Lagartos do gênero Loxopholis conseguem se reproduzir assexuadamente e algumas espécies são formadas apenas por fêmeas.



O fenômeno causa frisson em quem teme que a evolução natural leve à “aposentadoria” do macho como essencial à reprodução. O conhecido caso do peixe molinésia é um exemplo: os cientistas pró-machos teorizam que a reprodução assexuada leva ao enfraquecimento da espécie, mas o peixe amazônico reproduz assexuadamente há milênios e permanece forte.



Quando F. Gabeira publicou O Crepúsculo do Macho, alguém supôs que a compulsão de pegar em armas para resolver problemas pode ser um caso muito sério de conflito sexual.



Gabeira, famoso terrorista, pegou em armas para combater uma ditadura armada. Sua guerrilha e a ditadura fracassaram em meio a horrores. O lagarto Loxopholis e o peixe molinésia exibem a natureza: ela não exclui nem elimina, se transforma. Só não evita discussões.



Sinuca de bico



Diante da exigência dos partidos que recebem verbas do Fundo Partidário de obter pelo menos 1,5 por cento dos votos para a Câmara dos Deputados já se acredita numa baita depuração de siglas de aluguel a partir de 2019. Temos mais de 50 legendas, 35 delas recebendo recursos oficiais e a previsão é que este número caia para menos de 20 - mesmo com tantos pedidos de novas siglas em andamento, mas que ficarão inviáveis.



 



Vôo solo



O ex-governador Confúcio Moura (MDB) segue seu vôo solo como candidato ao Senado pelo partido de Valdir Raupp e Maurão de Carvalho, evitando as chamadas dobradinhas. Na semana passada, pelo Cone Sul rondoniense, o ex-governador visitou vários municípios, manteve contatos com aliados regionais. Nas primeiras sondagens eleitorais, Confúcio aparece bem na foto. 



  

Pisões na goela

Mais o que está acontecendo na disputa ao governo de Rondônia, meu Deus do céu? Neste estágio da campanha, em todos os embates em eleições anteriores já se constatavam caneladas, pesquisas fajutas, pisões na goela dos adversários, ataques lamacentos do segmento mercenário da imprensa  e outras coisitas más, como  publicações apócrifas contra os adversários.





Muito coleguinhas



 Nesta temporada os candidatos andam muito coleguinhas depois que Ivo Cassol foi rifado. Não estou acostumado a antagonistas com tantas mesuras, sendo educados, dóceis, éticos e bons camaradas. Me faz acreditar até que a classe política evoluiu. Vamos ver se depois das convenções partidárias, que acontecem de 20 deste mês a 5 de agosto, se as antigas práticas não vão voltar no cenário estadual.





Cadê os novos?



Mesmo com pouco tempo para a decolagem, já que estamos a três meses do pleito de outubro, as caras novas na disputa ao governo de Rondônia continuam quase inertes. Tanto Vinicius Miguel (Rede), Jorge Chediak (PC do B), Marcos Pereira (PPS), e Pimenta de Rondônia (PSOL) e outros nomes também cogitados, estão quase parando na divulgação de suas propostas.





Via Direta



*** No PSDB o ex-prefeito de Porto Velho José Guedes mantém  sua candidatura ao governo de Rondônia *** É a opção tucana caso Expedito Junior desista de disputar o CPA *** Os encontros estaduais do PT e do PSB  no  final de semana trataram das composições das chapas de candidatos à Câmara dos Deputados e a Assembléia Legislativa *** O novo cristão do PSB, ex-ministro Amir Lando participou do encontro estadual do partido em Cacoal. Bom reforço.


Sobre o autor

POLITICA & POLÍTICOS (CARLOS SPERANÇA)

Colunista político do Jornal "DIÁRIO DA AMAZÔNIA", Ex-presidente do SINJOR, Carlos Sperança Neto é colaborador do Quenoticias.com.br. E-mail: csperanca@enter-net.com.br