EM LINHAS GERAIS (GESSI TABORDA)


É de dar medo: 50% das pequenas empresas poderão desaparecer após o Covid19

personEM LINHAS GERAIS (GESSI TABORDA) date_range22 Mai 2020 - 06h10

FILOSOFANDO



"Tenho evitado cuidadosamente rir-me dos atos humanos, ou desprezá-los; o que tenho feito é tratar de compreendê-los". BARUCH SPINOZA, filósofo holandês, nascido em 1632 e falecido em 1677. Era descendentes de judeus de origem portuguesa.



EDITORIALZIM



É claro que não gostaria de abrir esse pequeno editorial com uma frase desse tipo, mas não há outra melhor: O pior está por vir. Um certo sábio disse a muito tempo que o cúmulo "da estupidez é aprender o que logo esquecemos" com o passar dos anos. Sem nenhuma dúvida, penso que a pandemia do Covid19 está anunciando para quem tem olhos de ver o mundo, ao final da pandemia, será totalmente diferente daquele a que estávamos acostumados e por isso exigirá uma reengenharia total.



A pandemia não deixará de lado a luta pelo Poder no panorama mundial, com reflexos em todos os rincões do mundo. Ou seja, os moradores de Rondônia vão viver essa nova realidade e é difícil afirmar se as nosso verdadeiras lideranças estão conscientes de seu papel, de como teremos de nos posicionar para esse novo enfrentamento.



Não pretendo ser pessimista, mas luta pelo Poder no mundo será ainda mais renhida entre Estados Unidos, China, Rússia, e alguns países da Europa, isso sem contar as nações produtoras de petróleo. O pior – é pura constatação – ainda está por vir. Países de terceiro mundo enfraquecidos economicamente pelos gastos absurdos no combate ao Covid19 vão ter de enfrentar as potências mundiais que quererão impor seus critérios no comércio global, no domínio da tecnologia depois dessa longa tempestade a que estamos sujeitos.



A própria pandemia serve como um aviso de que em busca do poder mundial algumas potências são capazes de cavalgar por cima de milhares der cadáveres para conseguir sua hegemonia econômica. Não boto muita fé na nossa classe política, em sua capacidade ou vontade de recomeçar tarefas importantes que nunca conseguiram terminar ou propor outras tarefas grandes para nos tirar do buraco econômico em que estaremos metidos.



Afinal, perguntaria o leitor mais atento, do que iremos precisar para sairmos da encralacada situação da pós pandemia? Para ser realista imagino que precisaremos de algo como um plano Marshall. Só que agora não pode ser de um homem, como aconteceu quando Juscelino Kubitschek decidiu fazer "50 anos em 5".



Agora qualquer plano só vai avançar se proposto por toda uma equipe patriótica, capaz de pensar o Brasil acima de tudo; capaz de sacrificar interesses e desejos meramente pessoais ou de pequenos grupos em favor de toda a sociedade. Sem uma resposta de unidade à crise que o país, os estados e os municípios viverão após o Covid19 é melhor que nós, pobres mortais, nos preparemos para o caos, para a ingovernabilidade crescente. Ou pior: correr o risco de manter fantasmas nos centros do poder, prontos a impor regras antidemocráticas através das fendas palacianas. Afinal, não é isso que já está acontecendo em vários estados brasileiros, como o Maranhão, o Piauí, Rio e São Paulo...



Não é preciso ser um tratadista filosófico para saber que quando as lideranças do conglomerado social não dá respostas positivas mais prementes do povo, principalmente na economia, chega, então, intempestivamente a decadência, a degeneração. A advertência está feita. Apesar de tudo, esse ano teremos eleições. Esse é sempre um momento apropriado para a sociedade refletir sem medo na busca dos melhores caminhos para evitarmos uma terrível bancarrota.



ALARMANTE



O governo do estado de Rondônia não fala nada e nem as entidades representativas do setor mostram detalhes dos riscos alarmantes para as pequenas empresas rondonienses com as medidas de fechamento da economia adotadas pelo governo do estado e prefeitos. Segundo um economista acostumado a acompanhar de perto os efeitos dessa crise gerada pela pandemia contou à coluna o tamanho do impacto da covid19 em Rondônia, onde, disse, mais de 50% das pequenas empresas correm o risco de fechar suas portas diante da brutal queda de faturamento, que em algumas empresas chegou a 90%, incapacitando-as a honrar seus compromissos com fornecedores, alugueis, folha de pagamento e impostos. A continuar esse cenário, disse a fonte, mais de 80% dos empresários desse seguimento não conseguirão pagar suas despesas pessoais daqui mais 80 dias.



A QUEDA



O mercado financeiro continua a revisar a estimativa de queda da economia neste ano. Pela 14ª semana seguida, piorou a expectativa do mercado financeiro para o recuo do Produto Interno Bruto (PIB) devido à queda de atividade intensificada pela pandemia. Desta vez, a previsão de queda passou de 4,11% para 5,12%. A previsão para o crescimento do PIB em 2021 segue em 3,20% e para 2022 e 2023 continua em 2,50%.



DOLAR



A cotação do dólar deve fechar o ano em R$ 5,28. Na semana passada, a previsão era R$ 5. Para 2021, a expectativa é que a moeda americana fique em R$ 5, contra R$ 4,83 da semana passada.



VAI COBRAR



A informação é de uma fonte credível: o Tribunal de Contas do Estado de Rondônia deve notificar as prefeituras a fazer a divulgação correta das informações sobre atos, receitas e despesas relativos ao enfrentamento da Covid19. A decisão, se acontecer, será bem vinda diante das inúmeras denúncias de desvios no volume das verbas destinadas ao combate da Covid19. Os prefeitos de municípios que não prestarem informações sobre as receitas e os gastos de recursos em ações da pandemia poderão receber multas indenizatórias impostas pelo órgão fiscalizador.



PORTO VELHO



A prefeitura da capital garante que todos os processos de aquisição dos produtos por ela conduzidos são absolutamente lícitos e estão publicados no seu portal da transparência. A administração de Hildon Chaves reafirma que todos os encaminhamentos administrativos feitos neste difícil momento pelo que os municípios passam estão absolutamente de acordo com a legislação.



LETRA MORTA



Pela total falta de liderança, tanto do governador Marcos Rocha como de seu Secretário da Saúde, acabam se transformando em "letras mortas" os decretos emanados para o controle do Covid19. Pelo menos foi isso o que constatou o Ministério Público Federal em investigação, pelo menos em Porto Velho, onde os estabelecimentos comerciais não estão cumprindo, segundo o MPF, o plano de ação do governo com suas restrições ao funcionamento das atividades e serviços socais à população. E por isso, o MPF exigiu uma fiscalização mais intensa por parte do governo, e também da prefeitura, nos estabelecimentos infratores. O MPF lembrou que as autoridades responsáveis pela fiscalização podem multar, interditar ou cassar estabelecimentos que insistem em não cumprir o decreto em vigor.



NOS CARROS



Numa das mais recentes decisões, o governo passou a exigir que todas as pessoas usem a máscara fácil em seus deslocamentos, inclusive quando estão no interior de seus veículos. A obrigação atinge também os pedestres, podendo gerar multas e, no caso de motoristas, até perda de pontos na habilitação para dirigir. As autoridades responsáveis pela fiscalização do isolamento e das restrições ao funcionamento do comércio terão de enviar relatórios semanais ao MPF sobre a ação fiscalizatória.



ELEIÇÕES



Diante da perspectiva de cumprimento do calendário eleitoral e da efetiva realização das eleições, os pré-candidatos às prefeituras dos municípios rondonienses e os candidatos a vereadores vêm tentando, em simultaneidade ao debate e soma de forças contra a Covid-19, articular seus nomes e discutir alianças visando a votação de outubro. Em se tratando dos grandes municípios, a maioria de seus prefeitos ainda se mostram cautelosos com a disputa da reeleição. Enquanto Hildon Chaves continua evasivo sobre o assunto, em Ariquemes o prefeito Flores já anunciou que não cogita candidatar-se para um novo mandato. Mas é claro que ele não está estagnado politicamente falando, assim como outros chefes do Executivo de municípios importantes, como Cacoal, Ji-Paraná e Vilhena.



RETALIAÇAO



Professores do Colégio Tiradentes (da PM) não deverá devolver à Seduc (Secretaria de Educação) professores que participaram de uma reunião do sindicato da categoria no estado de Rondônia. Esse é o ponto central da recomendação da recomendação oficial do Ministério Público Federal. Se houver um expediente de devolução por parte do Colégio Militar a Seduc foi alertada a não aceita-la. O procurador da República, Raphael Bevilaqua, não aceitou o argumento da direção do Colégio Tiradentes de que esses professores não têm "o perfil profissional" exigido por aquela unidade militar de ensino.



MAIS UM



O deputado estadual Lazinho da Fetagro (que nome!) é outro político a engrossar o coro dos interessados em fiscalizar os preços praticados pelo comércio nessa temporada de pandemia. Ele encaminhou requerimento ao Governo do Estado, extenso ao Instituto de Defesa do Consumidor (PROCON), bem como a todo e qualquer órgão de controle e fiscalização, solicitando providências para que sejam intensificadas as fiscalizações contra preços abusivos no setor.



RECUPERADOS



De acordo com o último dado do Boletim da Agência de Saúde, subiu para 106.794 o número de pessoas recuperadas da COVID-19 no Brasil, o que representa 39,3% do total de casos confirmados até o momento: 271.628. Na segunda-feira (18) o Brasil bateu a marca de 100 mil casos recuperados.



MAIS 25



O estado de Rondônia recebeu mais 25 respiradores pulmonares do novo lote de 304 unidades do aparelho distribuídos no país esta semana. Os estados são responsáveis por definir as unidades de saúde e municípios que receberão os respiradores pulmonares, conforme planejamento local.



A CRÔNICA: NASCEU



Aqui está a crônica de hoje: Já disse a grande Rachel de Queiróz que netos são como heranças: você ganha sem merecer. Na manhã desse radioso dia 20 acordei sendo avô de novo. A notícia foi dada pela minha mulher, a dra. Conceição Mesquita Taborda, na hora do café. O Augusto, me disse ela, nasceu às 6 hoje. Já vi a foto.



Nesses dias de pandemia do Covid19 eles não deixam a gente, os avós, ir ao hospital e acompanhar o nascimento. Nossa, como fiquei feliz! Agora terei oportunidade, graças a Deus, de viver momentos muito felizes ao lado do Álvaro e do Augusto, ambos filhos do meu filho Roger Lafontaine e da Jamile, uma nora nota 100 pela sua competência materna e também por seu intelecto invulgar. Com certeza meus dias vão se tornar mais suaves e especiais. E mesmo com essa crise pandêmica a presença dos netos acabam por sentido a tudo nesse minha vinda que inexoravelmente marcha para o fim.



Andei lendo algumas coisas sobre essa questão dos netos. Descobri que na Alemanha uma pesquisa concluiu que conviver com netos e cuidar deles reduz em 37% o risco de mortalidade dos avós – imagine só. Então, claro, não podia caber em mim de tanta felicidade por receber esse quarto netinho (o segundo foi o Lucas, que vive com sua mãe, em São Paulo), forte e muito lindo. Seja bem-vindo Augusto à nossa família. Você estava sendo muito esperado e desejado por todos nós!



Eu me minha mulher percebemos, apesar dessa pandemia, que a nossa espiral da vida deu uma volta completa. É, um novo ciclo se inicia... A família aumenta e fica mais unida e mais feliz ainda! Gratidão por tido esta benção, neste momento da minha vida em que a maturidade vem chegando de mansinho e venho refletindo muito sobre a minha vida... É necessário então pensar mais em que tipo de avô eu quero ser! E, vou logo dizendo, que sou um avô totalmente assumido, desde que nasceu meu primeiro neto, o Isnard Matheus, hoje um guapo lindo e inteligente que já tem sua própria vida.



Com o Augusto e seu irmão Álvaro também não tenho dúvidas. Quero  deitar e rolar muito com vocês meus netinhos.... dar mil bejinhos... brincar muito...  mas muito mesmo... e contar as historinhas de livros e da vida... Augusto, tenho tanto pra te contar, quero compartilhar tudinho com você... todas as emoções desse avô, principalmente sobre as músicas e a arte em geral. Vamos rir e se emocionar muiiiito! tenho certeza! Ainda vamos nos divertir muito, você verá meu netinho querido...



Ainda não pude pegá-lo nos meus braços, sentir seu cheirinho. Tudo por causa desse tal de Covid19. Mas vi sua foto, seu choro de quem chegou e fiquei cheio de uma enorme felicidade. Sou carne da tua carne, sangue do seu sangue e mesmo assim é difícil de entender. O mundo está aqui para você que acabastes de nascer. Está cheio de incógnitas, cercado por muitos mistérios. Mas não se apoquente. Vejo que és belo, que és, como seu irmão, muito inteligente. Ninguém vai conseguir roubar o teu mundo Augusto. O seu nascimento, meu quarto netinho, me mostrou como o mundo é tão bonito. Nem dá para entender tantos adultos tentando destruir essa beleza incomparável! Mas a culpa não é sua...



MAU CARÁTER



Enquanto Lula comemora o impacto do covid19 piorando, na opinião dele, o governo de Jair Bolsonaro, o povo brasileiro vai perdendo empregos, enfrentando a carestia e o aumento da fome. Mas o bandido condenado que só está solto por decisão do STF fica ultra feliz por acreditar que a pandemia prejudica como nunca o governo eleito na ultima disputa, quando o seu candidato Hadad sequer chegou ao segundo turno.



É TRISTE



Condenado a mais de 48 anos de prisão, Marcinho dos Santos Nepomuceno, o Marcinho VP, preso em Mossoró (RN), um dos chefes do Comando Vermelho, que o tráfico de drogas não acaba "por ser um dos mais importantes financiadores" das campanhas dos políticos. E o bandido acrescenta: "a corrupção é o crime que mais mata no Brasil".



EFMM SEM ROUBO



Nem a crise do Covid19 para as ações da prefeitura. O complexo da praça da Estrada de Ferro Madeira Mamoré pode ser entregue no princípio do segundo semestre. Esse é um prefeito porreta. Faz lembrar que o time de petralhas queimou mais de 20 milhões ali e não fez nada. Aliás, o dinheiro que veio no papo das compensações das hidrelétricas evaporou-se e ninguém foi punido por isso. Hildon Chaves está fazendo um enorme trabalho no local e sem roubo.



DE NOVO



Hércules Goes está chegando novamente. Virá, como disse no seu convite, para lançar dia 30 de junho a sua trilogia amazônica. Depois de Rondônia, o jornalista e advogado santista vai lançar a obra no Acre.



ENCALACRADO



O governador rondoniense cada vez mais encalacrado com as denúncias de desvios e má gestão na ações de combate à pandemia no estado. Ainda bem que o Ministério Público de Rondônia parece não estar disposto a dormir de toca. Agora mesmo o MP/RO conseguiu bloquear o pagamento de 3,15 milhões de reais a uma empresa que o governo do coronel Marcos Rocha contratou para o fornecimento de4 kits para testes rápidos de Covid19. O valor total do contrato supera os 10 milhões. Sem coragem para se livrar dos piores de seu staff o governador vai ficando cada vez mais encalacrado e entrando na mira dos órgão de fiscalização externa.



SERÁ



A notícia talvez seja a primeira boa para consumidores brasileiros: a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vai congelar os reajustes tarifários da energia até o início do próximo ano, inclusive para grandes consumidores. Oremos!



APODREÇA



Zé Dirceu finalmente voltou para a cadeia, lugar do qual não deveria ter saído nunca. Ele é o condenado que andava pregando um golpe para por de novo no Poder o seu PT. Dirceu, é bom lembrar, foi o chefão do atual presidente do STF.


Sobre o autor

EM LINHAS GERAIS (GESSI TABORDA)