POLITICA & POLÍTICOS (CARLOS SPERANÇA)


Eleições indefinidas e cheia de incógnitas

personPOLITICA & POLÍTICOS (CARLOS SPERANÇA) date_range24 Jun 2018 - 08h46

O Brasil dividido A República foi proclamada por um golpe militar. Era tão impopular e desunida que o professor Claude Gorceix, fundador..





O Brasil dividido



A República foi proclamada por um golpe militar. Era tão impopular e desunida que o professor Claude Gorceix, fundador da Escola de Ouro Preto, temia que se desmontasse em pedaços, “o Norte devendo necessariamente separar-se do Sul, cujos interesses são tão diferentes”.



O Brasil vive novamente uma situação precária, impopularidade do governo e desunião entre brasileiros. Os ataques do Sudeste aos incentivos fiscais e há pouco o caso do IPI não contribuem para pacificar e unir a nação. Amplas faixas da juventude, sem perspectivas ou confiança no futuro, pretendem tentar a vida no exterior.



Na trilha aberta pelo professor francês, o economista João Paulo de Almeida Magalhães lançou um brado de alerta em 1996, no livro Causas da Inviabilização da América Portuguesa (Editora Paz e Terra), em que previu o Brasil dividido em seis pedaços e ainda subdesenvolvido em 2030 se os problemas elementares do país não forem resolvidos de imediato.



No Sul, esse desastre é cobiçado por um movimento oportunista que prega a “República dos Pampas”. O Sudeste parece ávido para entrar na OCDE como nação à parte. Se essa loucura não for contida pelas forças democráticas, formulando um projeto de nação, o Brasil terá um triste destino: várias republiquetas afundando.



……………………………………………….



Pé na estrada



Os chamados inconfidentes se convenceram que o senador Acir Gurgacz é um candidato viável e com tudo para reverter a sua pendência na justiça e voltaram a se alinhar no “Frentão”. Com isto, animado com os reforços recebidos o pedetista esta cumprindo jornadas de visitas das sete da matina as 10 da noite, como ocorreu no final da semana na capital. È coisa de louco!



Eleições 2018



Repleta de indefinições e até de incógnitas, como é o caso de Lula da Silva, a eleição geral de 2018 esta cada vez mais imprevisível tanto no âmbito estadual como na esfera federal. Um pleito onde muitos favoritos estão ameaçados pelas caras novas, sobretudo ao Senado e a Câmara dos Deputados e aonde os políticos profissionais estão gemendo na tentativa da reeleição.



Decisão petista



O PT de Rondônia decide até o final de semana, num encontro estadual, sua opção de aliança para a eleição de outubro. Esta certo que a legenda terá candidatos a Assembléia legislativa, Câmara dos Deputados e ao Senado, neste caso com o nome da ex-senadora Fátima Cleide. Com a bandeira de Lula o partido pretende retomar o caminho da vitória no estado perdido nos últimos pleitos.



Lobos ferozes



Tudo se encaminha para que ao menos um dos governadoraveis em Rondônia seja apunhalado cruelmente nas convenções de junho. O sujeito já está bem desconfiado da rasteira, de que realmente esta sendo utilizado para negociações nos bastidores, de que será sacrificado como um cordeiro e devorado pelas garras de lobos ferozes da política rondoniense com faforafá.



Nem sempre



Mas nem sempre os cordeiros traídos para o sacrifício aceitam as traições. Lembro que Ivo Cassol deixou a prefeitura de Rolim para disputar o governo do estado em 2002 e já estava tudo pronto na convenção do PSDB para que Natanael Silva (este que esta preso, na época no PP) ser o candidato dos tucanos. Ivo fez um reboliço geral, ameaçou quebrar os dentes dos traidores e acabou virando o jogo.



Via Direta



*** Mesmo com a Copa do Mundo rolando os candidatos a cargos eletivos em Rondônia seguem as visitações nos bairros da capital *** O MDB está tão azarado que nem candidato a presidência competitivo encontrou *** A repercussão da visita do ex-ministro e presidenciável Henrique Meirelles foi quase nula *** O Frentão que elegeu duas vezes o governador Confúcio Moura esta se reunificando *** A base aliada deve ter entendido que rachada não vai a lugar nenhum.   



Sobre o autor

POLITICA & POLÍTICOS (CARLOS SPERANÇA)

Colunista político do Jornal "DIÁRIO DA AMAZÔNIA", Ex-presidente do SINJOR, Carlos Sperança Neto é colaborador do Quenoticias.com.br. E-mail: csperanca@enter-net.com.br