RD POLITICA ( WC e redação)


Futuro político de Expedito depende do Acir, Confúcio sai do “armário político” e destaca Maurão, governo busca apoio no Iperon

personRD POLITICA ( WC e redação) date_range26 Jun 2018 - 13h49

Governador – No último final de semana o ex-senador Expedito Júnior, nome cotado a disputar as eleições (Senado, governo do Estado) pelo PSDB esteve reunido com um grupo de amigos, para um bate-papo e deixou no ar uma frase que merece reflexão. Perguntado sobre uma possível candidatura a governador ou senador este ano foi econômico na resposta: “depende do Acir”, que é senador e pré-candidato a governador pelo PDT. Acir tem problema a ser resolvido com a Justiça, mas garante que não terá problemas.



Brincalhão – O ex-governador Confúcio Moura (MDB), pré-candidato ao Senado resolveu “sair do armário político” no encontro do partido em Jaru. Criticou divergências internas do partido, que sofre “fogo amigo” e provocam divergências. Disse que o candidato a governador do partido é presidente da Assembleia Legislativa (Ale), Maurão de Carvalho. Desde que deixou o governo em abril último foi a primeira vez, que disse em público, que o “candidato do partido é Maurão”. Mas não afirmou que Maurão é seu candidato. E a culpa é da imprensa. É um brincalhão.  



Estado – A situação econômico-financeira do governo do Estado não é das melhores. O Estado modelo que o ex-governador Confúcio Moura (MDB) pregava –e vendia– não é real. A situação não se compara a do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e até o Paraná, mas não é um “mar de rosas”. O governador Daniel está tendo dificuldades para equilibrar as finanças e a economia do Estado. As previsões até o final do ano não são das mais alvissareiras.



Iperon – O Instituto de Previdência do Estado-Iperon é o órgão que garante a aposentadoria dos servidores públicos concursados e efetivos, porque o servidor público não tem previdência social. A informação é que o governo do Estado está estudando uma forma –que até pode ser legal, mas é imoral– de “emprestar” R$ 88 milhões do fundo de caixa do Iperon. Quem mantém o instituto é o servidor, que paga para garantir sua aposentadoria, nada a ver com o Poder Executivo. É o fim da rosca...



Brasil – Definitivamente o Brasil não é um país sério. A Rede Globo via Fantástico, no último domingo (24) contratou dois especialistas, para analisar o choro do Neymar, após o jogo contra a Costa Rica, quando a seleção brasileira venceu por 2x0. País onde mais de 12 milhões de pessoas estão desempregadas e passando até fome, temos que tolerar o absurdo de uma rede de TV, que predomina em audi6encia no país se preocupar com o choro de quem ganha mais de R$ 1 milhão por mês, esnoba com jato, iate, mansões e festas faraônicas. Pobre país rico...



Respigo



Quem aos poucos vem formatando sua pré-candidatura a deputado federal é o advogado Aguinaldo Nepomuceno. Ele já foi vereador em Porto Velho e agora busca pelo MDB uma das oito vagas na Câmara Federal priorizando a educação e a área social +++ Quem mora em Porto Velho, além da opção do Uber também com o Urbano Norte. Tem a mesma sistemática de funcionamento do Uber, mas o custo é menor +++ Os dois serviços são muito utilizados na capital, atendem com eficiência e custa menos que o táxi normal. Como o transporte coletivo de Porto Velho é zero à esquerda a procura pelo Uber e Urbano aumenta de forma considerável +++ Rondônia, após duas semanas com temperaturas em torno de 25 graus iniciou esta semana com força total. Por volta das 14h os termômetros marcavam 33 graus.



Autor / Fonte: Waldir Costa / Rondônia Dinâmica


Sobre o autor

RD POLITICA ( WC e redação)