RD POLITICA ( WC e redação)


Marcos Rogério é pré ao Senado com Aparício suplente, Família Muleta de Jaru retorna à política, Ji-Paraná deverá ampliar espaço na Ale

personRD POLITICA ( WC e redação) date_range24 Jul 2018 - 08h23

Jaru – Organizado e criterioso o jovem deputado estadual e presidente do diretório regional do Podemos, Léo Moraes reuniu lideranças e simpatizantes do partido na câmara de vereadores de Jaru, para debater ações as eleições gerais deste ano. A Família Muleta, que já teve deputado federal, estadual, além de prefeito e vereador em Jaru aposta suas fichas este ano em Cássia Muleta, que é pré-candidata a deputada estadual. No encontro Cássia demonstrou disposição em enfrentar as urnas com apoio do presidente Léo Moraes, pré-candidato a federal.



Assembleia – O segundo município mais importante de Rondônia, Ji-Paraná tem hoje dois representantes na Assembleia Legislativa (Ale), Airton Gurgacz (PDT) e Laerte Gomes (PSDB). Ambos são pré-candidato à reeleição e certamente não terão muitas dificuldades, porque são parlamentares ativos, atuantes. Mas nas eleições de outubro próximo terão um predador de peso, o ex-secretário municipal, Ari Saraiva, que somou nas eleições de 2010 na disputa por uma vaga na Ale 7.695 votos, mas não se elegeu devido à legenda. N ocasião seis candidatos foram eleitos com votação inferior a de Ari.



Senado – Pelo andar da carruagem a disputa pelas duas vagas ao Senado em Rondônia será das mais ferrenhas, talvez mais forte que a sucessão do governador Daniel Pereira. No último final de semana mais dois nomes expressivos foram indicados como pré-candidatos: do ex-deputado (federal e estadual) e ex-prefeito de Ouro Preto do Oeste, Carlos Magno, pelo PP e do deputado federal e presidente regional do DEM, Marcos Rogério que terá o ex-vice-governador Aparício Carvalho como 1º suplente.



Senado II – Já temos confirmados pré-candidatos mais nomes de ponta como do senador Valdir Raupp (MDB), que buscará a reeleição; ex-prefeito de Ji-Paraná Jesualdo Pires (PSB), pastor Aluízio Vidal (Rede), Bosco da Federal (Podemos) e Fátima Cleide (PT). O ex-governador Confúcio Moura (MDB) deixou o governo para concorrer ao Senado, mas seria muita pretensão do partido entrar na disputa com dois nomes fortes (Ele e Raupp) para as duas vagas ao Senado e ficar sem poder de barganha numa composição. Papai Noel somente em dezembro e as eleições serão em outubro...



Governo – O quadro para disputar o governo do Estado também está se definindo. Se os pré-candidatos Maurão de Carvalho (MDB) e Acir Gurgacz (PDT) são os que mais trabalharam junto às bases em busca de apoio, os demais pré-candidatos vão buscando espaço e formatando alianças, porque as convenções deverão ser realizadas até o dia 5 de agosto próximo. O grupo liderado pelo ex-senador Expedito Júnior com o PSDB a frente já definiu que ele é o pré-candidato a governador.



Respigo



Com ótima folha de bons serviços prestados ao Estado, o ex-prefeito de Nova União, Luiz Gomes está percorrendo várias regiões com o objetivo de confirmar sua pré-candidatura a deputado estadual pelo Podemos. Temos vários nomes em busca do apoio do eleitor, porque se acredita que teremos uma renovação de pelo menos 50% na Ale e Luiz Gomes é um deles +++ Temos menos de duas semanas para o fim das convenções partidárias (5 de agosto) que estão liberadas desde o último dia 20 +++ Os bastidores estão fervilhando, a maioria fofocas das mais intrigantes. Mas também tem gente vendendo a mãe... E entregando o que é pior +++Desde a última sexta-feira (20) que estão proibidas a realização de enquetes com fins eleitorais. Até as eleições de 2016 eram permitidas as enquetes que são realizadas de forma aleatória e sem os princípios técnicos de uma pesquisa +++ Quem publicar enquete será punido pela Justiça Eleitoral. Inclusive com aplicação de multa ao infrator.



Autor / Fonte: Waldir Costa / Rondônia Dinâmica


Sobre o autor

RD POLITICA ( WC e redação)