RD POLITICA ( WC e redação)


Mirandinha no comando da Casa Civil, a complicada regulação no Posto de Saúde do Areal, nominata do MDB tem nomes de peso

personRD POLITICA ( WC e redação) date_range11 Abr 2018 - 07h05

Governo – A missão do governador Daniel Pereira (PSB), que assumiu na última semana com a renúncia de Confúcio Moura (MDB), pré-candidato ao Senado nas eleições deste ano não é das mais fáceis. Está administrando um orçamento elaborado em 2017, tem que colocar pessoas de confiança e que sejam eficientes, e se possível mais um pouco, pois Daniel tem pouco mais de 8 meses de governo. Não basta que a equipe de trabalho seja bem intencionada, pois é preciso competência, autonomia e decisão, porque puxa-saco e formiga têm em todos os lugares.



Governo II – O nome anunciado na manhã de hoje (10) para a Casa Civil, do ex-deputado federal, Eurípedes Miranda é medida positiva. Experiência política e administrativa não faltarão na Casa Civil, assim como firmeza nas decisões. A coesão com os demais Poderes (Legislativo e Judiciário), assim como as instituições é fundamental na administração pública. A escolha do Mirandinha terá reflexos positivos na administração de Daniel, que, além de curta, ainda tem as eleições.



Regulação – Certamente o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), não sabe, mas o secretário da Saúde, Orlando Ramires deveria, ou deve saber. No Posto de Saúde do Areal a consulta para a Policlínica Oswaldo Cruz é feita on-line. Ótimo. Ocorre que a pessoa que atende a população não sabe operar o computador. De 15 em 15 dias vem um técnico para marcar as consultas, ou seja, organizar a regulação, colocar no sistema. Há cliente que tem a consulta liberada, após os 15 dias. É correto isso?



MDB – Uma das nominatas mais fortes para disputar vagas na Assembleia Legislativa (Ale) nas eleições de outubro é a do MDB. O partido perdeu a deputada Rosângela Donadon, de Vilhena, que foi para o PDT, mas recebeu o deputado Saulo Moreira (Ariquemes), que veio do PDT. O MDB também tem outros “bons de votos” como os deputados José Lebrão, de São Francisco do Guaporé; Só na Bença, de Primavera de Rondônia e Jean Oliveira, de Porto Velho. Todos são –fortes– pré-candidatos à reeleição.



MDB – O partido comandado pelo senador Valdir Raupp no Estado tem nomes fortes e expressivos, como Williames Pimentel, ex-secretário de Estado da Saúde e os vereadores de Porto Velho, Zequinha Araújo, que já foi deputado e Joelna Holder. O MDB é um bloco compacto. Citamos os nomes dos que buscarão a reeleição e os mais fortes na capital, mas no interior também há pré-candidatos em condições de conseguir votos suficientes, para se elegerem. Toda eleição surge nomes novos e a deste ano certamente não será diferente.



Respigo



Às imediações do colégio Padre Chiquinho, no bairro Areal, em Porto Velho a iluminação pública é quase inexistente. Como é um colégio municipal e de grande volume de alunos seria prudente iluminar o local +++ O ex-vereador de Porto Velho, Bosco da Federal é pré-candidato a senador em outubro próximo. Bosco está filiado ao PPS e confiante no sucesso na disputa por uma das duas vagas de senador +++ O advogado e radialista Arimar Sá é o novo adjunto da Superintendência de Comunicação do governo do Estado. É mais um nome da equipe do governador Daniel Pereira +++ Há dias citamos que o psicólogo, jornalista e proprietário de site Carlos Terceiro, comporia a equipe do governador Daniel na área de comunicação social. Erramos, mas no cargo, porque Carlos Terceiro faz parte da equipe, mas como responsável pelo escritório de representação do governo em Brasília.



Autor / Fonte: Waldir Costa / Rondônia Dinâmica


Sobre o autor

RD POLITICA ( WC e redação)