VISÃO PERIFÉRICA


O Consórcio SIM e os acadêmicos à deriva na UNIR

personVISÃO PERIFÉRICA date_range25 Set 2019 - 16h40

O Consórcio SIM e os acadêmicos à deriva na UNIR



Porto Velho, RO – As reclamações relacionadas ao transporte coletivo desempenhado pelo Consórcio SIM em Porto Velho não são de hoje. Os ônibus são sucateados, estão reiteradamente lotados por conta da frota escassa, isso quando veículos remanescentes não arreiam no decorrer da semana, e, por mais absurdo que possa parecer, motoristas às vezes até ignoram os passageiros.



Foi o que aconteceu no campus da Universidade Federal de Rondônia (UNIR) no final da noite de ontem (18).



Diversos acadêmicos aguardavam no ponto inserido à parte interna da unidade educacional federal após as aulas, quando, de repente, tiveram um estalo coletivo: o último automóvel havia passado abarrotado de gente deixando à deriva estudantes de diversos cursos ministrados no período noturno.



Embora sejam moradores de locais distintos na Capital, peguemos como parâmetro o ponto de referência mais popular da cidade a fim de conceber a distância deste até às dependências da UNIR, situada às margens do km 9,5 na BR-364.



Da Praça das Três Caixas d’Água até o campus, são, de acordo com o Google Maps, 12,4 km de distância.  Era esse o caminho penoso que, se tratássemos a métrica como padrão, separava essa gente esquecida de seus respectivos lares.





Liguei na empresa procurando respostas para o descalabro.



“Manda um ofício”. Não, não mando. A questão urge e não pode nem deve ser tratada como burocracia protelatória. Aliás, diga-se de passagem, de nada serve um papel com minha assinatura regozijando no fundo de alguma gaveta empoeirada e cheia de teias de aranha em determinada repartição do consórcio.



Estou “oficiando” via artigo de opinião diretamente aos diretores César Rangel e Marcelo Cavalcante, encaminhando, por sua vez, não as minhas indagações, mas as reclamações que estão em ebulição nos grupos de WhatsApp e demais redes sociais.



E antes que eu me esqueça, é importante fazer uma ressalva positiva à atitude de Walterlina Barboza Brasil, vice-diretora do Núcleo de Ciências Humanas (NCH) na academia.





Walterlina Brazil é elogiada por acadêmicos / Foto: Reprodução



Ela saiu meia-noite de casa só para prestar auxílio aos empenhados pela negligência do Consórcio SIM. E esse é um gesto que vocês, responsáveis pelo empreendimento, deveriam ter adotado assim que deflagrada a crise.



Os vídeos abaixo vocês não podem engavetar, diretores. Portanto, assistam. Ou melhor, resolvam. E não permitam que isso se torne calvário rotineiro.



CONFIRA:



 







Vergonha, humilhação!



O que o transporte coletivo público de ônibus vem trazendo para para a população e acadêmicos da UNIR?

Uma frota de ônibus sucateados, superlotados e 0 respeito com os usuários que pagam por um serviço sem qualidade para nós aqui de Porto Velho. 


...Ver mais



 











Sobre o autor

VISÃO PERIFÉRICA

POR: VINICIUS CANOVA