O QUE DA NOTICIA (AOR OLIVEIRA)


PEC QUE ACABA COM A REELEIÇÃO E UNIFICA ELEIÇÕES AVANÇA NA CÂMARA

personO QUE DA NOTICIA (AOR OLIVEIRA) date_range11 Jun 2019 - 01h59 location_onARIQUEMES

Caminha a passos largos na Câmara dos Deputados a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 376/2009, que estabelece a coincidência geral das eleições brasileiras já a partir de 2022. A PEC acabou apensando outras sete propostas em tramitação na última década e recebeu parecer favorável do deputado federal Valtenir Pereira (MDB-MT), seu relator na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania.



Em síntese, o apensamento de diversas propostas correlatas resultou num projeto de grande envergadura que pretende alterar de forma substancial os pleitos eleitorais e os atuais mandatos nos Poderes Executivo e Legislativo nas três esferas: federal, estadual e municipal.



Entre as mudanças mais significativas está o fim da reeleição para presidente da República, governadores e prefeitos, cujos atuais mandatos seriam ampliados para cinco anos. Senadores também perderiam o direito a mais de uma reeleição e aos suplentes, mas com mandatos alterados de oito para dez anos. Já os atuais prefeitos e vereadores teriam seus mandatos extraordinariamente alargados em mais dois anos, cancelando as eleições de 2020 de forma a assegurar a unificação do processo eleitoral em 2022, quando os novos mandatários passariam a dispor de cinco anos de gestão em definitivo.



A USURPAÇÃO DO BEM PÚBLICO



É claro e notório que o Presidente da ASDFARE Senhor Fernando está vendendo uma Kombi que foi adquirida por meios de emenda parlamentar para a Associação pelo valor de 27 mil.



Isso pode Arnaldo? E ai quem fiscaliza essas associações que recebem verbas públicas indiscriminadamente e sem nenhuma fiscalização tornando-se assim o caminho mais fácil para a corrupção por isso que volta e meia vemos parlamentares envolvido nessas tretas. E tem mais, outra entidade também está fazendo o mesmo procedimento estamos colhendo as informações e botar a boca no trombone.



A VEREADORA QUE AINDA NÃO É VEREADORA



Quem estava participando ontem da sessão na Câmara pode ver a então empossada Graça da Velle desfilando no saguão da Câmara com o diploma na mão dando a entender que seria empossada como vereador.



Só que ela não foi orientada que a regra é clara, primeiro o TRE tem que notificar a Vereadora Carla Redano que é a Presidente do Poder Mirim para dar à posse a nova vereadora, depois existe um Regimento Interno a ser cumprido, só depois de vencer essa etapa burocrática da lei é que finalmente Graça poderá dizer eu sou vereadora, porem por enquanto figurará como simples suplente.



SOU CANDIDATO A VEREADOR



Depois de ter sido publicado em grupo politico que o hoje vereador Renato Padeiro seria candidato a Prefeito, Matilde procurou o parlamentar para questiona-lo sobre a notícia.



Renato respondeu que:



“Eu não falei nada disso para ninguém, na verdade eu sou candidato a reeleição só existe um condição para que eu saia candidato a prefeito se não houver o alinhamento politico partidário.”



ENTRE RELÂMPAGOS E TROVÕES



A Secretaria de Saúde do Município de Ariquemes vive momentos de alto e baixo, ora é com uma denuncia aqui e ali, ora é a ineficiência de seus servidores, ora é os acontecimentos que se passam dentro do hospital regional, ora as grandes reclamações por falta de alguns reagentes para se fazer os exames. Bem, isso pode até ser normal, pois, é o cotidiano de uma grande Secretaria.



Por outro lado o Secretário que é um excelente coche boceja com eloquência as palavras sempre tendo uma solução para cada problema, anuncia que ainda essa semana será resolvido o problema de um puxadinho existente nos fundos do hospital da criança que esta para cair. E que no máximo em três dias o problema dos reagentes estará solucionando tendo em vista a compra já ter sido feita. E ainda confidencia que por conta do recebimento de algumas denuncias abriu procedimento de investigação.



FALA O INTERNAUTA



Lendo algumas matérias nas redes sociais, encontre essa e achei por bem publicar:"



"Como funciona um Pronto Socorro:



1- Entre as  7h e as  19h existe a troca de plantão. Os médicos e enfermeiros que chegam precisam saber quem são os pacientes que estão internados ou sendo medicados. Então se você está com dor nas costas há 1 mês, provavelmente vai demorar no mínimo 30 minutos para ser atendido. Paciência (isso se você for o único neste momento).



2- Se chegar uma urgência ou emergência (risco de morte em minutos) ela será atendida na sua frente. Em geral chega de ambulância e entra direto na sala de urgência. Você nem vê. Exemplos: acidente, infarto, coma, AVC. Portanto febre, tosse, espirros, dor nas costas há dias e situações assim que são ambulatoriais podem aguardar 12h.



3- Entre 11:30 e 13h e entre 21 e 23h os profissionais vão comer. Almoçar e jantar, igual você. Por isso esses horários também têm funcionários reduzidos. Por isso para as queixas ambulatoriais ninguém vai parar de comer e ir atendê-lo. Só se for urgência. E só pra ficar bem claro: febre não é urgência. E febre alta é 41 graus.



4- As recepcionistas não estão ali para ouvir suas queixas relacionadas a doença. Apenas para fazer a ficha e recepciona-lo. Tem uma pergunta interessante que elas ouvem muito que é "tem médico?" Sim. Caso não tenha médico e enfermeiros o pronto socorro não poderia abrir.



5- Os médicos em geral sabem indicar um atestado. É comum ser oferecido e não precisa ser solicitado.



6- Se seu filho cortou o dedo do pé e não tem nenhum outro sintoma. Não é necessário olhar ouvido e garganta. Lembre se que hospitais são locais contaminados. E quanto mais tempo lá dentro muito maior o risco.



7- Nem todos os exames podem ser solicitados no pronto socorro. Só os exames de urgência. Gravidez não é urgência. E nem doença.



8- O pronto socorro não recebe visitas pois os pacientes que estão ali muitas vezes estão graves, sem roupas e sem consciência. Os que estão melhores podem estar junto dos muito graves, porém todos ali aguardam vaga em enfermaria ou UTI, onde poderão ser visitados. O tempo de permanência em uma unidade de urgência é de 6h (geralmente).



9- E por último, e muito importante, o SUS não é de graça. O povo brasileiro através dos impostos paga este serviço. Quando uma pessoa faz uma ficha no pronto socorro ela já está gastando 50 reais e dependendo da situação essa visita pode custar alguns mil reais.



Então seja consciente. Pense bem o tamanho de sua necessidade de usar a urgência e emergência. Sempre que possível vá ao posto de saúde, Amas ou Serviços de Pronto Atendimentos. E se marcar a consulta não falte!! Você estará tirando a vaga de alguém."



(TEXTO DE CARLA ANDRADE)


Sobre o autor

O QUE DA NOTICIA (AOR OLIVEIRA)