RD POLITICA ( WC e redação)


Preocupação dos moradores de Ji-Paraná, trevos da BR 364 em Ariquemes intransitáveis, bloquete é pavimentação barata e durável

personRD POLITICA ( WC e redação) date_range24 Abr 2018 - 05h55

Jipa – Segundo maior e mais importante município do Estado, Ji-Paraná com população estimada em cerca de 130 mil habitantes (2017) e colégio eleitoral em torno de 103 mil, dados deste ano vive momento de expectativa com a renúncia do prefeito Jesualdo Pires (PSB). Ele deixou o cargo, após ser reeleito em 2016, porque pretende disputar uma das duas vagas ao Senado nas eleições de outubro próximo.



Jipa II – No ano de 2000, o hoje senador Acir Gurgacz foi eleito prefeito pelo PDT. Assumiu em 2001 e renunciou em 2002 para candidatar-se a governador e o vice, Leonirto Rodrigues, mais conhecido como Nico do PT assumiu e teve uma administração desastrosa. Marcito é empresário, pertence ao PDT e tem ciência do prejuízo financeiro, econômico social e político da passagem de Nico pela prefeitura.



Vergonha – Os dois primeiros trevos da BR 364, que dão acesso ao centro de Ariquemes estão com a pista quem vem de Vilhena destruída. Carros têm dificuldades para passar pelos trevos, inclusive as carretas, o que bem demonstra o descaso do Dnit com a principal rodovia federal de Rondônia. Há buracos enormes na pista, inclusive às imediações do posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que fica a menos de 500 metros dos trevos. Uma vergonha, além do perigo de acidentes. É o fim da rosca...



Bloquete – O exemplo de pavimentação muito utilizado em Ji-Paraná, de bloquetes poderia ser utilizado em Porto Velho e em outras cidades do Estado. Além de custar 1/3 do valor do asfalto é ecológico, porque a água infiltra na terra entre as peças e a mão de obra utilizada é da própria comunidade, o que fomenta o emprego. O bloquete é fabricado pela prefeitura, e contribui para reduzir o custo, além de ser de fácil reparo. A maioria dos bairros de Ji-Paraná tem as ruas e avenidas bloqueteadas.



Violência – Impressiona o aumento cada vez maior dos índices de violência e criminalidade em Rondônia. Além dos assassinatos que ocorrem no mundo das drogas, onde a “lei” é a dos traficantes, o número de mortes por encomenda também é assustador. Caso o policiamento preventivo-ostensivo não atue com o máximo rigor, inclusive promovendo abordagens a qualquer hora do dia ou da noite com desarmamento da população certamente a matança continuará alarmante e favorecendo a marginalidade.



Respigo



O trecho da BR 364 entre a Fazenda Nova Vida a Jaru, na ligação Ariquemes/Jaru de aproximadamente 40 quilômetros é o pior entre Porto Velho a Ji-Paraná. Exige muita atenção dos motoristas e não é recomendável viajar pelo trecho à noite +++ Realmente Sílvio Santos, mais conhecido como Zé Katraca estava disposto a disputar uma das 24 vagas da Assembleia Legislativa este ano, pelo PDT, partido onde está filiado. Como teve um problema de saúde recentemente dificilmente ele irá enfrentar as urnas nas eleições de outubro próximo +++ Zé Katraca escreve uma página diária no jornal “Diário da Amazônia” e seria uma representação de peso para a arte e cultura do Estado, sua especialidade. Mas até as convenções de julho próximo ele poderá rever sua posição +++ Sindicato da categoria e órgãos ligados à repreensão de pessoas desqualificadas devem tomar providências com alguns profissionais do volante, taxistas da rodoviária da capital, que dirigem gracejos a mulheres que por ali transitam. Devido a alguns safados e desqualificados socialmente os demais profissionais são enquadrados na mesma lixeira +++ No próximo dia 12 o PDT estará promovendo um encontro regional em Ariquemes. Além da consolidação do nome do senador Acir Gurgacz, presidente do diretório regional como pré-candidato ao governo também estarão sendo discutidos os planos para as eleições deste ano.



Autor / Fonte: Waldir Costa / Rondônia Dinâmica


Sobre o autor

RD POLITICA ( WC e redação)