POLITICA & POLÍTICOS (CARLOS SPERANÇA)


Proteção aos rios voadores

personPOLITICA & POLÍTICOS (CARLOS SPERANÇA) date_range29 Mar 2018 - 07h05

São encontradas constantemente em pesquisas arqueológicas na região referências que remetem a símbolos de outras civilizações. Começou com as Amazonas, guerreiras da mitologia grega. Elas ocuparam a memória das Icamiabas, índias que lutavam ao lado dos homens ou só os queriam para procriar.



Será o mundo assim tão pequeno para tanta identidade? Para o pensador Terêncio, nada que fosse humano lhe era estranho. E parece que nada relacionado à Amazônia é estranho ao mundo.



No recente Fórum Mundial da Água, realizado em Brasília, ambientalistas argentinos propunham, com o apoio de seus colegas brasileiros, assegurar proteção aos rios voadores amazônicos. Trata-se de preservar a umidade – e com ela a vida – no Brasil inteiro, Uruguai, Paraguai, Argentina e Bolívia.



Segundo o Goddard Space Flight Center da Nasa, anualmente, sopradas por fortes tempestades, 27 milhões de toneladas da areia do deserto do Saara viajam cinco mil quilômetros pelo Atlântico até alcançar a Amazônia. Trazem o fósforo escasso por aqui e necessário ao desenvolvimento das plantas.



Se o deserto manda vida em forma de fósforo, os rios voadores levam a esperança a povos que poderiam sofrer com a escassez de recursos hídricos. O mundo é pequeno e interligado.



Os governadores



Depois de muito jogo de cena, mistérios, idas e vindas, dois governadores estão confirmando a desincompatibilização em meados de abril para disputar o Senado. São eles Beto Richa, no Paraná; e Confúcio Moura (MDB) de Rondônia. No caso do paulista Geraldo Alckmin (PSDB), a candidatura ao Planalto já estava anunciada há meses. Alguns outros mandatários devem entrar na peleja, e podem confirmar a saída de uma hora para a outra.



Encontro decisivo



O governador Confúcio Moura (MDB) terá encontro decisivo com dirigentes do Democratas em Ji-Paraná, durante a semana, para discutir uma possível mudança de partido, conforme se especula nos bastidores. O governador também conversa com outras duas agremiações da sua base aliada, o PSB do vice Daniel Pereira, que assume dia 5, e o PDT, onde ingressaram alguns emedebistas nos últimos dias.



PDT em ação



Depois do sucesso do encontro regional de Vilhena, com a adesão do ex-prefeito Melki Donadon e da deputada Rosângela, o PDT se reúne durante a semana para definir o próximo polo regional que recepcionará as caravanas do partido. Provavelmente Pimenta Bueno ou Cacoal serão os destinos dos próximos municípios. Antes disto, o senador Acir Gurgacz, pré-candidato ao governo pelo partido, vai percorrer todos os municípios do Sul rondoniense a partir deste meio de semana.



As mudanças



Alguns deputados estaduais propensos a mudar de partido aguardam a definição do governador Confúcio Moura para então se mudar de mala e cuia. Por isto, deputados mais próximos ao governador ainda não confirmaram o destino provável, caso de Só na Bença. Já Edson Martins e Lebrão nem cogitam a troca de agremiação, pois se sentem confortáveis no MDB, onde acreditam que terão boas votações. Mas Jean de Oliveira está também de mudança.



Via Direta



*** Ao contrário do que se especulou na semana passada, o deputado estadual Só na Bença (MDB-Pimenta Bueno) não confirmou seu ingresso no PDT *** O parlamentar ainda está estudando as acomodações regionais para entrar na peleja *** O ex-prefeito de Pimenta Bueno, Jean Mendonça, ingressou no Podemos e vai disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa *** Grande expectativa para a desincompatibilização de vários secretários do primeiro escalão do governo de Rondônia neste 5 de abril.


Sobre o autor

POLITICA & POLÍTICOS (CARLOS SPERANÇA)

Colunista político do Jornal "DIÁRIO DA AMAZÔNIA", Ex-presidente do SINJOR, Carlos Sperança Neto é colaborador do Quenoticias.com.br. E-mail: csperanca@enter-net.com.br