NOÇÕES DE POLITICA - Humberto Pinho da Silva


QUE MUNDO É ESTE?! …

personNOÇÕES DE POLITICA - Humberto Pinho da Silva date_range22 Set 2018 - 06h41

A propósito da recente fotografia do burro zebrado – que correu célere pelo mundo, pelo menos o mundo Ocidental, – e foi coqueluche nas redes sociais, lembrei-me da velha história ocorrida há cerca de dois mil e trezentos anos:



Estando o grande Demóstenes, discursando, sobre matéria de elevada gravidade, verificou, que pouca atenção prestavam às suas palavras.



Como eminente orador, que era, logo introduziu historieta, para acordar o adormecido auditório:



 Certo mercador, tendo precisão de se deslocar a determinada localidade, tratou de alugar, numa alquilaria, burrito possante.



Ao longo do caminho – estrada poeirenta, rasgada em terra quase deserta, – o calor era abrasador, e não havia: muro, rocha, árvore ou arbusto, por mais pequeno que fosse, que oferecesse refrescante sombra.



 O pobre homem, aflito, apeou-se, protegendo-se à sombra, que o jumentinho projetava.



 O recoveiro, sufocado, transpirava por todos os poros, e insurgiu-se indignado: “ que alugara o burro, mas não a sua sombra”. Portanto a sombra era dele…



De súbito, o orador, calou-se. Curioso silêncio imperou. Ouviu-se, então, uma voz” – Como terminou o pleito, Sr. Demóstenes? …” – ; seguida de outras, em uníssimo, fazendo a mesma pergunta:



- “ Como terminou o pleito?! …”



Desceu do ambom, irado, Demóstenes, dizendo em alta voz:



- “ Vergonha das vergonhas! …Tendes mais interesse na história de um burro, e na contenda de dois néscios, do que nos negócios da nação! …”



Como no tempo de Demóstenes, também, nós continuamos a comportarmo-nos como os atenienses: damos mais importância ao Futebol, do que à governação do país! … e ao bem estar  do semelhante!…



Basta haver Campeonato do Mundo; jogo entre equipas rivais; transferência de jogador famoso, para a mass-media esquecer tudo! …



Que mundo é este, que regateia (muitas vezes) o vencimento de político hábil, capaz de administrar, com sabedoria, a nação, e oferece milhões a jogador, que muitas vezes, mal sabe ler!? …



Que mundo é este, que corta verba, para investigar, e “ chora” honorário de sábio, que passa dias e dias encerrado no laboratório, e noites e noites, em claro, a estudar, tentando descobrir a cura de doença maligna ou vacina, que ponha cobro a epidemia galopante, e gasta milhões em armamento!? …



Que mundo é este, que assevera: a Família é imprescindível para educar a criança, e não facilita, aos pais, para estarem mais tempo com os filhos!? …



Que mundo é este, em que tudo se conjuga para destruir a Família; e se iguala ao matrimónio, ao que não é, nem nunca foi!? …



Que mundo é este, em que politico honesto, é preterido ao populista, que promete o que não pode, e mente sem pejo!? …



Que mundo é este, que dá mais valor ao artista, que dizem ser ótimo, do que ao verdadeiro artista!? …



Que mundo é este, onde pintor ou escultor, apresenta obra que ninguém entende – verdadeira aberração, – mas todos “ apreciam”, para não serem apelidados de inépcia!? …



Que mundo é este, que nega verbas para construir hospital, e equipa-lo com o material mais moderno, e gasta milhões a erguer estados de Futebol!? …



Como no tempo de Demóstenes damos valor ao que não tem valor… Será que o Poder (esquerda, centro e direita,) interessa-lhe cidadãos marionetes, que só pensem: em sexo e “guerras” desportivas?! …



Demóstenes queria acordar o auditório adormecido; agora, muitos (que são poucos,) pretendem adormecer a populaça, tornando-a acéfala



Não são novidades. Basta abrir livro de História, para verificar, que, por mais que o povo faça, anda sempre de canga. Apenas consegue mudar de cangalhas.


Sobre o autor

NOÇÕES DE POLITICA - Humberto Pinho da Silva