O QUE DA NOTICIA (AOR OLIVEIRA)


SONEGAR INFORMAÇÃO A VEREADOR É CRIME

personO QUE DA NOTICIA (AOR OLIVEIRA) date_range29 Mar 2018 - 15h17 location_onARIQUEMES

O vereador, por exercer a fiscalização dos atos do Executivo, tem o direito de pedir informações ao prefeito. E este tem o dever de prestá-las, sob pena de ser responsabilizado por violar o artigo 5º, inciso XXXIII, da Constituição Federal e ainda o preconizado no Decreto Lei 201. 



Conforme instituído no diploma legal, o prefeito não tem o direito de sonegar informações ou de prestá-las quando quiser, e sim dentro do prazo de 15 dias, como determina a Lei Orgânica do Município de Ariquemes.



Assim, a negativa do prefeito em prestar informações, está interferindo no Poder Legislativo, impedindo-o de exercer seu dever constitucional de fiscalizar os atos do Poder Executivo.



A fim de evitar tautologia e enfadonha repetição, dos inúmeros requerimentos aprovados pelo plenário do poder legislativo onde foram laboriosamente examinados, se conceitua que o poder executivo está comento crime diante da ausência de informação a Câmara, sendo passivo de cassação.



Mas em se admitir o crime é um questionamento, porem chegar a vias de fato de fato é outro.  Na verdade a Câmara se acovarda diante das mazelas cometidas pelo Executivo Municipal que não tem nem coragem de propor um mandado de segurança solicitando a justiça a obrigatoriedade do cumprimento Constitucional.



 



O MONOPÓLIO POLÍTICO DE RONDÔNIA



Por trás da maioria dos problemas que hoje assolam o Estado de Rondônia está o nosso falido sistema eleitoral, nesse teor se critica a regra que obriga qualquer candidato a se filiar a um partido político, o que garante às legendas "o monopólio e o controle da atividade política", e o outro ponto a se destacar é "o alto custo das campanhas eleitorais e o seu financiamento por empresas privadas, que, para serem generosas com os políticos, superfaturam os serviços que prestam ao Estado"; "Claro que não é só isso que leva a política rondoniense ao patamar degradante em que se encontra hoje. Há muitos outros fatores. Mas acabar com o monopólio dos partidos, baratear as campanhas e proibir o financiamento privado ajudaria muito".



NA SAÚDE O QUE É CCIH?



A comissão de controle de infecção hospitalar CCIH é um órgão de assessoria a autoridade máxima da instituição de saúde e tem por finalidade a execução das ações de controle de infecção hospitalar.



A CCIH deverá periodicamente aprovar o programa de controle de infecção hospitalar e garantir a execução do mesmo.



QUAIS OS OBJETIVOS DA CCIH?



São objetivos da CCIH:



1 – Realizar a prevenção para impedir ou reduzir a aquisição de infecção e a entrada de um novo micro-organismo na unidade de saúde.



2 – Realizar o controle de infecções já instaladas. Nestes casos, se houver uma falha na prevenção e a infecção já tiver se instalada.  



O QUE É O PROGRAMA DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR PCIH?



O programa de controle de infecção hospitalar é um conjunto de ações que foram intensamente discutidas e que deverão ser colocadas em práticas para a máxima redução possível da incidência e gravidade das infecções hospitalares.



Vigilância epidemiológica das infecções hospitalares SVEIH.



Para realizar o controle das infecções hospitalares de modo efetivo, é necessário conhecer a origem, propagação, difusão, frequência bem como analisar a evolução das infecções hospitalares, para isso, a CCIH, utiliza uma enfermeira chamada: de sistema de vigilância epidemiológica hospitalar SVEIH.



O sistema de vigilância epidemiológica hospitalar permite que se faça uma identificação e avaliação de forma sistematizada das causas da infecção hospitalar em grupo de pacientes submetidos a tratamento ou procedimentos hospitalares possibilitando o planejamento de ações eficazes para prevenir e reduzir a incidência de infecção hospitalar.



COMO DEVE SER COMPOSTA A COMISSÃO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 



A CCIH deverá ser composta por profissionais de nível superior na área da saúde que deverão trabalhar em duas linhas, a saber:



Consultores;



Executores.



No próximo capitulo falaremos dos consultores e executores.



DE OLHO



Chama atenção de muitos a circulação de veículos estranhos e com placas de outros estados, transportando homens vestidos de preto. O que será?



FALA O INTERNAUTA








 





 



Dilermando Teodoro Teodoro compartilhou a foto de Joel da Yamaha.


22 h












Reivindicando ao Prefeito de Ariquemes Tiago Flores, melhorias aos péssimos serviços de Transporte Escolar, com veículos velhos e sucateados. Escolas Polos do Município, em especial a Escola Polo Luiz Moulaz - BR-364 - Cajazeira. Em nome das Escolas e alunos, nossos agradecimento ao Vereador Joel da Yamaha, que nos acompanhou.





 









A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas em pé e atividades ao ar livre








Dilermando Teodoro Teodoro Nesta conversa amistosa que tivemos com o Prefeito Tiago Flores, testemunhada pelo vereador Joel da Yamaha, sobre as condições precárias do Transporte Escolar, fomos informado que a Prefeitura esta totalmente sem recursos, disse ainda que no dia de hoje não há, Cem mil reais nas Contas da Prefeitura. Não imagino, que sua Excelência esteja falando sério e, ou que eu tenha acreditado. Se verdade, algo muito sério esta ocorrendo nas finanças da Prefeitura, merecedora de uma CI - Comissão de Inquérito a ser convocada pelos nobres vereadores.




 





Sobre o autor

O QUE DA NOTICIA (AOR OLIVEIRA)