VISÃO PERIFÉRICA


Seja bem-vinda! Energisa chega extorquindo os consumidores de Rondônia e a conversa fiada rola solta na imprensa

personVISÃO PERIFÉRICA date_range19 Dez 2018 - 06h36

Seja bem-vinda! Energisa chega extorquindo os consumidores de Rondônia e a conversa fiada rola solta na imprensa



O empreendimento não quer nem saber. Bateu o pé e irá manter o reajuste abusivo em nossas faturas de energia elétrica. De quem é a culpa?



Porto Velho, RO – “É melhor prevenir do que remediar” é um adágio completamente ignorado pela grande maioria dos rondonienses.



Antes de a Eletrobras/Ceron ser privatizada e consequentemente entregue a preço de banana à Energisa, muitas manifestações, campanhas e protestos foram desencadeados, principalmente em Porto Velho, mas toda essa gritaria avessa à desfaçatez com o nosso patrimônio fora ignorada à época – especialmente pela classe política, a mesma que hoje garante se movimentar contra o aumento abusivo da tarifa de energia elétrica.



A verdade é que a gente faz rodeios tentando enfeitar a prosa. Para ser direto, como diz o polêmico e odiado Professor Nazareno – e ele tem razão –,  nós, consumidores, nos ferramos de verde e amarelo, sendo o mais suave possível dentro de um texto jornalístico. Sentenças muito mais chulas expressariam bem melhor o contexto.



Falando em Nazareno, o professor é a baliza perfeita para demonstrar cabalmente a revolta de veneta da população regional, reacionaríssima quando o articulista menciona que Porto Velho é uma cidade feia e suja, mas, paralelamente, absurdamente letárgica diante de problemas reais, estruturais.



O bairrismo coletivo e patrulheiro que enfrenta veementemente toda forma de adjetivação negativa conferida a Porto Velho e a Rondônia torna-se, na outra ponta, complacência servil às práticas extorsivas, lesivas e às vezes até criminosas perpetuadas através dos tempos por empreendimentos, pretensas autoridades e políticos afins.



No caso da privatização da Ceron, depois de todos os avisos escancarados, a população descobre, quando a m**** já está feita, que o reajuste de quase 30% na tarifa de energia elétrica é um grandessíssimo e belo cartão de visitas apresentado pela Energisa. 



Aliás, seja bem-vinda!



E claro, como somos todos destemidos idiotas, parafraseando mais uma vez o anárquico Naza, ficamos de braços cruzados com feição boquiaberta de retardo assistindo a empresa excursionar conversa mole na imprensa, peitando a sociedade e colocando a culpa no esvaziamento dos reservatórios.



Veja bem: nós estamos em pleno inverno amazônico, com o Rio Madeira transbordando; a Defesa Civil já alertou, inclusive, que 800 famílias podem ser atingidas com a cheia. Só não está chovendo atualmente debaixo da minha cama.



Aí vem a pior parte. Deputados federais como Mariana Carvalho (PSDB) e Lúcio Mosquini (MDB), quietinhos até agora e com o rabo entre as pernas, de repente têm total interesse em protestar contra a acintosa extorsão deflagrada contra os consumidores de Rondônia.



E é fácil traçar um paralelo factível entre politicagem e oportunismo sobrepostos a pautas absurdamente prejudiciais às pessoas e o charlatanismo conservado pelos denominados estelionatários da fé, expropriadores de crenças genuinamente humanas. Nos dois casos, os agentes consomem desgraça e se nutrem com sofrimento alheio.



Agora é tarde, excelentíssimos!


Sobre o autor

VISÃO PERIFÉRICA

POR: VINICIUS CANOVA