RD POLITICA ( WC e redação)


Supremo arquiva mais um processo do senador Raupp, deputado Léo Moraes descarta convites para vice, MDB vai de chapa “puro sangue”

personRD POLITICA ( WC e redação) date_range09 Ago 2018 - 13h46

Raupp – Na última semana o senador Valdir Raupp (MDB-RO) teve processo arquivado por ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) com a alegação de falta de provas. Esta semana mais foi arquivado a pedido do ministro do STF, Celso de Mello processo que tramitava há 15 anos, a mais antiga da Corte, também por falta de provas. Aos poucos Raupp vai formatando a sua permanência no Congresso Nacional.



Vice – Uma provável candidatura do deputado estadual e presidente do diretório regional do Podemos em Rondônia, Léo Moraes, a vice-governador está totalmente descartada. Léo é o político que sofreu, e ainda sofre forte assédio para compor uma chapa majoritária ao governo do Estado como vice. Ele disse que está tranqüilo e busca ajustar o partido para que possa eleger o maior número possível de deputados estaduais e se eleger à Câmara Federal.



Vice II – Comenta-se com intensidade nos bastidores da política, que o candidato a vice-governador Neodi Carlos, da coligação liderada pelo PDT, que tem o senador Acir Gurgacz candidato a governador, estaria inelegível. A alegação é que ele participou ou comandou programa na sua rádio em Machadinho do Oeste, após a proibição pela justiça eleitoral a quem pretendia disputar cargo eletivo nas eleições deste ano. Pessoas ligadas ao PSDC e ao ex-deputado Neodi Carlos garantem que as informações não são verdadeiras.



Vice III – Hoje (8) foi definido o vice do candidato a governador Maurão de Carvalho (MDB). A coligação liderada pelo MDB optou pela disputa com chapa “puro sangue”, como o PSDB (Expedito Júnior-governador e Maurício

Carvalho-vice) e a escolha foi pelo ex-secretário da Fazenda do Estado, Wagner Freitas, filiado ao MDB. Wagner é ligado ao ex-governador Confúcio Moura, que é candidato a uma das duas vagas ao Senado. Confúcio tentou colocar Wagner como candidato ao governo, não conseguiu, mas acabou emplacando o fiel escudeiro como vice.



Tucanos – A convenção tucana que optou pela chapa “puro sangue”, com Expedito Júnior candidato a governador e o vereador e presidente da Câmara Municipal de Porto Velho, Maurício Carvalho vice, não foi tão tranquila como se divulga. Expedito teve que jogar duro para “convencer” Maurício candidatar-se a vice e o pai do vereador, Aparício Carvalho, como 1º suplente do deputado federal, presidente do DEM e candidato ao Senado, Marcos Rogério. Maurício estava preparado para disputar o cargo de deputado estadual, com muitas chances de sucesso.



Respigo



Muita conversa nas últimas horas tendo como ponto central o processo político-eleitoral de outubro próximo. Inclusive de candidatos confirmados nas convenções de perderem o prazo para apresentar as atas ao  Tribunal Regional Eleitoral (TRE) +++ Nada a verrr... como diz a “menina” do programa do SBT, A Praça é Nossa. Até o próximo dia 15 muito diz-que-diz dominará o círculo político. Mas a realidade somente com o fim do prazo de registro de candidaturas +++ Há dias circulou informação, inclusive na coluna, que o ex-prefeito e ex-vereador de Alto Alegre dos Parecis, Obadias Brás Odorico disputaria uma das oito vagas à Câmara Federal. Obadias é candidato sim, mas, mas a deputado estadual e não a federal como se noticiou, pois seu nome foi confirmado na convenção do seu partido o PHS +++ Considerado o pior serviço de transporte coletivo urbano das capitais brasileiras, os ônibus do Consórcio SIM, de Porto Velho, estão parados, mais uma vez. O trabalhador que depende do transporte para se deslocar ao trabalho ficou no prejuízo na manhã de hoje (8) devido a paralisação inoportuna e, no mínimo, irresponsável.



Autor / Fonte: Waldir Costa / Rondônia Dinâmica


Sobre o autor

RD POLITICA ( WC e redação)