POLITICA & POLÍTICOS (CARLOS SPERANÇA)


Turismo da Amazônia tem a pior agenda regional

personPOLITICA & POLÍTICOS (CARLOS SPERANÇA) date_range02 Out 2018 - 10h45

Piratas e estrategistas A Amazônia tem a agenda mais cativante para os turistas de todo o mundo e, infelizmente, ela se desenvolve no..





Piratas e estrategistas



A Amazônia tem a agenda mais cativante para os turistas de todo o mundo e, infelizmente, ela se desenvolve no mesmo roteiro da pior agenda regional.



A visitação motivada pela fauna silvestre, que esteve em debate na quinta-feira em Manaus, na Semana do Turismo, tem condições de alcançar grande sucesso. A diversidade e o incomum da fauna amazônica são ofertas exclusivas e atraentes.



Mas a agenda negativa faz da mesma região palco de intensa luta pelas rotas do narcotráfico, com tudo que acompanha combates sem as regras da Convenção de Genebra: assalto, medo, morte. Há estrategistas de superpotências ansiosos para ocupar a Venezuela e estender suas garras aos preciosos aquíferos, mas sabem que o mundo não vê a truculência da intervenção com bons olhos. Já a pirataria e o tráfico tendem a criar um argumento passível de apoio na opinião pública mundial.



Mesmo que oportunistas se aproveitem do medo para pregar violência estatal sem limites, que só aumenta o banditismo e prejudica os pobres e classe média emergente, é impossível tirar da agenda política democrática a necessidade de proteger as fronteiras e combater o crime. A desconfiança na democracia afetaria o turismo.



…………………………………….



Porto Velho



O município de Porto Velho “comemora” hoje seus 104 anos padecendo com o abastecimento de água, com a coleta de esgotos, sofrendo com as alagações no período das chuvas e se ressente de uma rodoviária decente e de um centro de convenções. A saúde esta em cacos e a segurança pública em colapso. Não bastasse, as fezes pululam pelas ruas e avenidas…



Cenário de incertezas



Num cenário de incertezas, reviravoltas e com uma multidão de indecisos os mais de 1.100.000 eleitores rondonienses vão às urnas no próximo domingo. O panorama de incógnitas se agrava com os canibalismos políticos regionais atingindo candidaturas consideradas de ponteira. Uma eleição histórica, com um clima de revolta contra a classe política.



Reta final



Temos lances curiosos nesta reta final da eleição marcada para o próximo dia 7. Os candidatos a deputados estaduais e federais estão se trombando nas ruas com as suas torcidas organizadas formadas por formiguinhas e tamanduás. Pelo menos até agora não brigaram, como ocorreu em pleitos anteriores. Mas não se descarta caneladas até domingo.



Levando vantagem



A impressão que se tem é que a moralidade anda meio elástica entre o eleitorado, senão vejamos: políticos tradicionais estão levando os governos do Amazonas, Rio de Janeiro e de alguns estados do nordeste. Senadores mais sujos do que poleiro, envolvidos na Laja Jato, estão se reelegendo em seus estados. Na Amazônia o crime organizado esta elegendo vários representantes. Coisa de louco!



Uma maldição



A antiga maldição que atinge os favoritos ameaça se repetir novamente em Rondônia. Cotado na largada 2018 ao governo estadual, o ex-governador Ivo Cassol (PP) ficou de fora, mas agora tenta afastar a fama de que não elege aliados, elegendo sua irmã Jaqueline a federal e Carlos Magno ao Senado. Também se constatam favoritos tombando ao Senado, a Assembleia Legislativa e a Câmara dos Deputados.



Via Direta



*** Iniciado mais um plantio da soja se constata que a leguminosa se espalhou por todo o estado de Rondônia *** Nos últimos anos se criaram vários barões da soja em Rondônia, numa epopeia que já tem quase duas décadas a partir de Vilhena *** Trocando de saco para mala, o abastecimento de água chegou ao colapso na periferia de Porto Velho *** O debate dos presidenciáveis da Record no final de semana foi marcado por criticas a Bolsonaro e Haddad ***Estão mais do que encaminhados para o segundo turno.



Sobre o autor

POLITICA & POLÍTICOS (CARLOS SPERANÇA)

Colunista político do Jornal "DIÁRIO DA AMAZÔNIA", Ex-presidente do SINJOR, Carlos Sperança Neto é colaborador do Quenoticias.com.br. E-mail: csperanca@enter-net.com.br