RD POLITICA ( WC e redação)


Vinte mil litros de diesel desviados por servidores corruptos, Patriotas terá candidato a prefeito em Porto Velho, obra da ponte em Abunã poderá ser paralisada

personRD POLITICA ( WC e redação) date_range13 Jul 2019 - 08h13

 Patriotas – O presidente regional do diretório do Patriotas em Rondônia, Marcos Neves, que também responde pelo diretório de Porto Velho anunciou que está reorganizando o partido no Estado. O Patriotas já tem diretório formados em vários municípios, como Guajará-Mirim, Cabixi e a capital, mas está organizado nos demais municípios e, após encontro regional, que será realizado em dezembro deste ano em Ji-Paraná serão definidos os demais membros do diretório regional e dos municipais. Uma das metas de Marcos Neves é lançar candidatura a prefeito na maioria dos municípios, inclusive em Porto Velho e compor nos demais.



 



Diesel – O “consumo” de 20 mil litros de diesel, por uma máquina que estava “no toco” há tempo no pátio de importante município do Cone Sul está sendo investigado pelos vereadores. O problema não é do prefeito atual, mas certamente terá influência nas eleições municipais (prefeito e vereador) do próximo ano, pois há provas concretas que a máquina estava parada e sem condições de utilizar óleo diesel. Como a denúncia, ainda, está sendo amparada por mais informações, mas confirmada, um nome com potencial político forte deverá ficar fora das eleições de 2020. Melhor para o atual prefeito (Eduardo Japonês-PV), que vem ganhando espaço político.



Abrigos – O transporte coletivo urbano de Porto Velho é precário em todas as formas. Ônibus sucateados e frota reduzida, horários nunca cumpridos e recursos humanos despreparados fazem parte do sistema na capital e com as mínimas chances de melhoria. A prefeitura está colocando novos abrigos, o que não deixa de ser bom, mas com parte deles de metal. Por que não utilizar somente plástico, pois o calor intenso da região não recomenda o metal. Mas de qualquer maneira o abrigo é importante. Seria importante oferecer um transporte coletivo digno para a população. Mas o abrigo é um começo...



Dnit – A prisão de diretores do Dnit e empreiteiros pela Polícia Federal devido a corrupção em obras na BR 364 poderá prejudicar a conclusão da ponte sobre o rio Madeira, na região da Ponta do Abunã, município de Porto Velho. Obra a ser construída na década de 90, somente agora está em fase de conclusão, faltando, apenas partes das duas cabeceiras. A entrega da ponte, onde a travessia é feita por balsas, um absurdo na época atual para atender interesses de balseiros, que visam unicamente a exploração comercial em detrimento do interesse da maioria da população.



Ponte – Oxalá não seja mais uma maneira de retardar a entrega da ponte, como já ocorreu em outras oportunidades com balsas à deriva derrubando pilares da obra em construção. A mina de dinheiro com a arrecadação da travessia das balsas vai acabar e isso preocupa os exploradores do povo com preços absurdos, pela travessia arcaica e perigosa. É incompreensível como uma rodovia importante como a BR 364, que liga dois Estados (Rondônia e Acre) fique na dependência de balsas. É um assalto ao bolso do proprietário de veículos, seja de transporte ou passageiro que pagava em janeiro último em torno de R$ 150 para atravessar um bitrem carregado. É o fim da rosca...



Respigo



A empresa aérea Azul, que atende municípios de Rondônia precisa rever os voos de Brasília para Vilhena. Na última semana um morador de Vilhena, que estava na capital federal esperou vários dias para conseguir uma vaga e retornar a sua cidade +++ Teve que optar por Porto Velho, porque não conseguia vaga para Vilhena. Seria importante que a bancada federal discutisse a possibilidade de mais voos para a capital do Cone Sul, pois há demanda suficiente +++ Estamos avançando no período de verão amazônico (seca) em Rondônia e pouco se fez para a recuperação da BR 364, que continua matando. Caso os trechos mais críticos não sejam recuperados, mesmo com o tapa-buracos certamente a situação do trecho entre Porto Velho a Vilhena, com cerca de 700 quilômetros ficará reduzido a terra no inverno amazônico (chuvas) +++ Comenta-se que Isaú Fonseca, ex-vereador de Ji-Paraná e provável candidato a prefeito em 2020 tem um padrinho forte. O incentivador da candidatura de Isaú é um dos nomes cotados para disputar a sucessão do prefeito Marcito Pinto (PDT), mas que estaria abrindo mão para apoiar o ex-vereador, porque tem um plano mais ousado para o futuro.


Sobre o autor

RD POLITICA ( WC e redação)