Colunista

EM LINHAS GERAIS (GESSI TABORDA)

Últimos artigos

O ano termina e o governo continua parecendo uma assombração

date_range02 Dez 2019 - 06h26

O ano termina e o governo continua parecendo uma assombração

Governo sanciona lei que restringe ação da Energisa contra consumidores

date_range28 Nov 2019 - 07h31

Governo sanciona lei que restringe ação da Energisa contra consumidores

Políticos contra a prisão após segunda instância são favoráveis à impunidade

date_range25 Nov 2019 - 05h19

Políticos contra a prisão após segunda instância são favoráveis à impunidade

Mamadores do erário espalham boato sobre impeachment do prefeito

date_range21 Nov 2019 - 05h42

Mamadores do erário espalham boato sobre impeachment do prefeito

É preciso acabar com a tolerância a quem busca benefícios pessoais na política

date_range18 Nov 2019 - 05h34

É preciso acabar com a tolerância a quem busca benefícios pessoais na política

Brasileiros, se preparem para o novo golpe marcado para o dia 20

date_range14 Nov 2019 - 07h48

Brasileiros, se preparem para o novo golpe marcado para o dia 20

Eleição para prefeito vai custar mais de 5 milhões, crê especialista

date_range11 Nov 2019 - 04h57

Eleição para prefeito vai custar mais de 5 milhões, crê especialista

Marcos Rocha defende interesses da Energisa, diz Caetano

date_range31 Out 2019 - 00h47

Marcos Rocha defende interesses da Energisa, diz Caetano

Energisa: revelações mostram consumidores tratados como idiotas

date_range29 Out 2019 - 06h37

Energisa: revelações mostram consumidores tratados como idiotas

G1 O Ministério Público Federal (MPF) defendeu que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode progredir para o regime semiaberto mesmo sem depositar o valor cobrado em multa e reparação de danos, que somam R$ 4,9 milhões, no caso do triplex em G

date_range24 Out 2019 - 06h37

G1 O Ministério Público Federal (MPF) defendeu que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode progredir para o regime semiaberto mesmo sem depositar o valor cobrado em multa e reparação de danos, que somam R$ 4,9 milhões, no caso do triplex em G