QUENOTICIAS E REGIÕES

ARIQUEMES CHORA POR TEMPO PERDIDO NA POLÍTICA.

A era Confuciana conquistou o povo, dominando-o por oito anos.


bookmark_borderARIQUEMES POLÍTICA date_range01 Jan 2020 - 09h16 personAOR OLIVEIRA

O povo de Ariquemes rompeu o silêncio e anuncia que chora por conta de uma política triste de um município que não se desenvolve como outrora, Ariquemes já foi a segunda economia do Estado de Rondônia, o segundo colégio eleitoral.



Hoje amargamente sofre por conta de sucessivas administrações frustrantes e desastrosas, gestores sem visão progressistas, não encampam projetos econômicos de sustentação e emprego, não há projetos na esfera administrativa que possam agregar ao cidadão a perspectiva de crescer junto com o município.   O povo chega a chorar   ver que Ariquemes estagnou no tempo, depois de aproximadamente duas décadas de sucesso no período 1989 a 2004 Ariquemes se manteve no topo do progresso; porem nos últimos tempos Ariquemes foi sucessivamente invadida por diversos gestores. A era Confuciana conquistou o povo, dominando-o por oito anos. Após liberta-se dos poderes de Confúcio, o Ariquemes começou uma fase de recuperação econômica e brilho cultural conhecida com renascença Marciana. Essa fase recebeu esse nome porque a recuperação ariquemense foi impulsionada pelo Prefeito Marcio Raposo. A prosperidade, porém, durou pouco. A era Lorival sem nenhuma conquista a parte, os sinais de desenvolvimento aparecem nas poucas obras que se espalham pela cidade, tendo algumas só concluída na atual administração. A conquista política de Thiago Flores em nada mudaria para Ariquemes e seu povo, com um slogan “um jeito de novo de fazer política”, já estamos praticamente no fim de mandato e ainda não vimos esse jeito novo, na realidade tudo continua como dantes no castelo de Abrantes. 

Responsável pela formação de uma nova estrutura política de se administrar como previa seu slogan Thiago Flores e as forças política de seu tempo, os cavaleiros medievais do seu clã de amizade apareceram entre os integrantes da corte superior formando o primeiro escalão do staff da nobreza administrativa. A princípio, além da origem nobiliárquica, um cavaleiro deveria se destacar entre os outros por ser muito técnico e ter treinamento e para ascender a tal condição. Ao longo do tempo, o alcance dessa prestigiada condição foi se cercando de maiores exigências. E hoje é o homem forte de Thiago Flores é o Prefeito sem ter voto.



A tristeza, do povo de Ariquemes entretanto, está catalogada como uma emoção negativa, de ter no poder um político de ilusão  uma emoção que se deve esconder e que inclusive deveríamos ter vergonha.