QUENOTICIAS E REGIÕES

Alex Redano pede providências em relação a Sedam para emissão de Licença de Operação

Segundo o parlamentar várias empresas estão de portas fechadas, o Estado fica sem arrecadar impostos e empregos não são gerados


bookmark_borderARIQUEMES POLITICA date_range22 Nov 2018 - 12h07 personDECOM/ALE

Na sessão ordinária desta quarta-feira (21), o deputado Alex Redano (PRB) demonstrou preocupação junto ao setor produtivo em relação à Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sedam). Ele disse saber que a pasta conta com muitos funcionários competentes e é sabedor do ocorrido em relação à operação policial deflagrada. Pediu apoio aos seus pares para resolver de forma urgente, o problema da lentidão para emissão de certidão de Licença de Operação (LO).



O parlamentar alertou que tal morosidade faz com que o Estado não arrecade impostos, não gera emprego devido à lentidão, que sem ela não permite que o trabalho do povo seja proporcionado. “Tenho contato direto com madeireiros, engenheiros florestais e todos do setor que estão preocupados com este problema”, disse.



“O mesmo acontece com empresas do setor minerador, que esperam por meses a emissão das licenças e hoje estão com maquinários parados pela demora, e isso mais uma vez proporciona o Estado ficar no atraso”, complementou Redano.



Em seguida, disse ter falado como o governador eleito, coronel Marcos Rocha (PSL), onde o situou do problema junto a Sedam, e sugeriu que seja realizado concurso público para atender a demanda, suprindo com mão de obra a pasta, para mudar o atual cenário que é caracterizado pela lentidão.



Ele disse que é necessário o apoio dos parlamentares para resolver este impasse que a Sedam tem gerado. Redano prevê que se nada for feito, várias empresas de pequeno e médio porte, poderão ficar de portas fechadas por muito mais tempo, e outras nem abrirão, o que é um problema grave para Rondônia. “Peço socorro e nome destes setores e conto com o apoio de todos, pois as associações dos setores aqui citados contam com nossa atuação neste parlamento”, encerrou sua fala.



Fonte: Decom

Foto: Lusângela França