Internacional

Argentina sai na frente e quer taxar grandes fortunas para ter fundos contra a Covid-19

O governo da Argentina enviou ao Congresso um projeto de lei que pretende arrecadar cerca de R$ 300 bilhões de pesos através de um imposto extraordinário sobre grandes fortunas


bookmark_borderPOLITICA INTERNACIONACIONAL date_range29 Ago 2020 - 08h26 personBRASIL 247

247 - O governo da Argentina enviou na sexta-feira (28) um projeto de lei ao Congresso que pretende arrecadar cerca de 300 bilhões de pesos através de um imposto extraordinário sobre grandes fortunas. A ideia é reverter os valores para cobrir despesas estatais na luta contra a pandemia da Covid-19, entre outras medidas sociais. A reportagem é do jornal O Estado de S. Paulo.



O imposto será aplicado apenas uma vez e teria como contribuintes pessoas com um patrimônio declarado de mais de 200 milhões de pesos (R$ 13 milhões).



O projeto de lei foi apresentado pelo deputado Carlos Heller e pelo líder do partido governista Frente de Todos na Câmara, Máximo Kirchner, filho da atual vice Cristina Kirchner, acrescenta a reportagem. 



Cerca de 12 mil pessoas seriam alcançadas. A nova taxa, se aprovada, terá base de 2% e aumentará de acordo com o tamanho do patrimônio. Contribuintes que estiverem dentro da faixa, possuindo bens no exterior terão que pagar uma alíquota 50% maior.