Política

Bolsonaro perde apoio nas redes e número de comentários negativos se aproxima dos favoráveis


bookmark_borderBRASIL POLITICA date_range11 Fev 2020 - 06h12 personDCM

De Jussara Soares no Estado de S.Paulo.



 Em meio a crises envolvendo o ministro da Justiça, Sérgio Moro, o ex-secretário de Cultura Roberto Alvim e a demissão de um auxiliar por uso de um jato da Força Aérea Brasileira (FAB), o presidente Jair Bolsonaro viu seu desempenho nas redes sociais piorar em janeiro. Monitoramento da imagem do presidente realizado pela empresa AP Exata, ao qual o Estado teve acesso, aponta tendência de queda na popularidade de Bolsonaro no mundo virtual nos primeiros dias do ano.



No mês passado, os comentários negativos sobre o governo se aproximaram dos favoráveis no Twitter. Foram 14 dias de menções majoritariamente críticas ante 16 dias em que os apoios dominaram as redes. Em um dia, as publicações favoráveis e contrárias ficaram no mesmo nível. No início de fevereiro, o monitoramento indica que o mau humor em relação ao governo deve seguir avançando nas redes sociais. Até domingo, foram seis dias negativos, dois neutros e um positivo.



Na avaliação dos analistas da empresa, estes números apontam uma propensão a uma mudança de comportamento na internet em relação a 2019.




 



(…)