Internacional

Brasileiros presos no Peru foram encaminhados às forças especiais da Bolívia


bookmark_borderPOLITICA INTERNACIONAL date_range09 Jul 2018 - 12h28 personFOLHA DO ACRE

Forças policiais da Bolívia, Peru e do Acre que prenderam sexta-feira, em Puerto Maldonado, na fronteira peruana, três acreanos envolvidos na invasão e roubo de armamento pesado em um quartel da polícia boliviana, em Cobija. O primeiro a ser preso foi o bandido conhecido como Odilon, apelidado no crime de Diabão e que denunciou os três cúmplices, que foram presos logo depois.



Os acusados foram encaminhados para a localidade de Porvenir, e entregues às forças especiais chamadas de Leopardo, da elite da polícia boliviana. Considerada como uma unidade especial, de ação restrita a episódios classificados como graves e desestabilizadores do Estado, a força Leopardo é tida na Bolívia e representa a mais severa força de combate daquele país.



Os ladrões haviam roubado em Porvenir, de um quartel da polícia cinco pistolas 9mm e mais nove fuzis AK-47.