Política

Bruno Funchal diz que o Espírito Santo será um dos primeiros a sair da crise pós-pandemia

O diretor do programa de recuperação dos estados, órgão do Ministério da Economia, Bruno Funchal, participa do seminário “Como Resolver a Crise dos Estados”


bookmark_borderBRASIL POLITICA date_range27 Jul 2020 - 08h13 personAQUINOTICIAS

Em entrevista a um portal de notícias capixaba neste sábado (25) o atual secretário de Tesouro nacional e ex-secretário da Fazendo do ES, Bruno Funchal, explica que vários estados brasileiros começam a ter sinais de recuperação da economia causada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19).



 



O economista conta que mesmo com a arrecadação de impostos menor que o mesmo período do ano passado, a receita estadual já apresenta uma melhora em relação aos meses de abril e maio, e com o socorro financeiro que o governo federal liberou para o Estado, tem conseguido cobrir parcialmente as perdas econômicas.



De acordo com dados do Ministério da Economia, em comparação a 2019, o socorro pago ao Estado já supera a receita perdida com ICMS e IPVA. Com a soma destes impostos com a verba da União, a arrecadação apresentou um crescimento de 1,2% no mês de junho.



Para o economista, à medida que a economia for retomando, a receita também voltará a normalidade, mesmo sem o auxílio federal. Outro fator apresentado por Funchal que influenciará na recuperação é a proibição da concessão de aumentos e de crescimento da despesa com pessoal até o final do ano que vem. Um dos pontos da Lei Complementar que criou o socorro aos Estados e municípios.