Política

CPMI das fake news quer material do Facebook sobre Bolsonaro e deve quebrar sigilos de 60 pessoas

A Comissão Parlamentar Mista sobre as fake news volta a funcionar em agosto. Os parlamentares vão aproveitar o material das contas de bolsonaristas que o Facebook removeu e quebrar sigilos de 60 pessoas


bookmark_borderBRASIL POLITICA date_range09 Jul 2020 - 09h41 personBRASIL 247

247 - A CPMI que investiga as fake news vai solicitar ao Facebook o material de contas falsas removidas da rede que eram ligadas à família Bolsonaro. “Vamos receber esse conteúdo e, a partir daí, decidir se convocamos os envolvidos”, diz o senador Angelo Coronel (PSD-BA), que preside a comissão. 



De acordo com o Facebook, as contas eram ligadas a funcionários dos gabinetes de Jair Bolsonaro e de seus filhos Eduardo e Flávio.



Segundo o senador Coronel, a CPMI fará uma primeira análise para a confirmação de que as mensagens dessas contas de bolsonaristas as disseminavam ódio e desinformação e se injuriavam e caluniavam terceiros, informa Mônica Bergamo em sua coluna na Folha de S.Paulo.



Mais de 60 pessoas já investigadas anteriormente terão seu sigilo bancário, fiscal e telemático quebrado.