Política

Cargo de Eduardo Bolsonaro na Comissão de Relações Exteriores está ameaçado

PSL pode retirar a presidência do deputado como forma de retaliação


bookmark_borderBRASIL POLITICA date_range19 Out 2019 - 07h41 personREVISTA FÓRUM

A guerra que existe dentro do PSL parece estar longe de um desfecho. Um dos principais pivôs para o estopim dentro do partido, Eduardo Bolsonaro pode sofrer uma forte retaliação da ala da legenda que está ao lado do presidente do partido, o deputado Luciano Bivar.



Umas das medidas da sigla para enfraquecer o grupo que ainda apoia Jair Bolsonaro é retirar o filho 03 da presidência da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados. A ação é vista por correligionários como algo que pode implodir de vez o governo.



Caso se concretize essa estratégia, seria uma segunda derrota para Eduardo Bolsonaro. Em uma disputa interna do partido, ele não conseguiu o número de assinaturas suficientes para derrubar o deputado Delegado Waldir da liderança do PSL na Câmara.



Eduardo Bolsonaro é um dos poucos aliados do presidente da república que ainda não sofreu nenhum tipo de punição do partido. Seus irmão perderam a presidência dos diretórios estaduais do PSL no Rio de Janeiro e São Paulo, enquanto parlamentares da legenda foram suspensos ou retirados de comissões.