Esporte

Ceará vence Brusque/SC e larga na frente por vaga nas oitavas da Copa do Brasil

Vovô aplicou 2 a 0 em Santa Catarina. O duelo de volta ocorre na próxima quarta-feira (23), às 21h30, na Arena Castelão


bookmark_borderQUENOTICIASESPORTE date_range17 Set 2020 - 05h14 personDIÁRIO DO NORDESTE

O Ceará abriu vantagem na disputa por vaga nas oitavas da Copa do Brasil 2020. Em Santa Catarina, no estádio Augusto Bauer, o Vovô venceu o Brusque/SC por 2 a 0 nesta quarta-feira (16). Os gols alvinegros foram de Leandro Carvalho e Vina.



O duelo foi o primeiro do confronto. O retorno ocorre próxima quarta-feira (23), às 21h30, na Arena Castelão. Pelo regulamento, em caso de placar agregado igual, a decisão será nos pênaltis.



Caso avance, o Alvinegro de Porangabuçu garante R$ 2,6 milhões em cotas. Ao todo, o time já soma R$ 5,48 mi. O próximo compromisso na temporada é contra o RB Bragantino, sábado (19), às 19h, em São Paulo.



Ouça o CearáCast



 





Powered by RedCircle



 



O jogo



A partida começou muito truncada. O gramado, em condições ruins, prejudicou a parte técnica das equipes. E o Ceará, com elenco mais qualificado, não conseguiu se impor diante do Brusque no início.



Os donos da casa tinham a posse, criaram chances e investiram em cruzamentos na grande área. O Vovô cedeu campo e espaço em postura mais reativa, e teve dificuldade para acelerar a transição ofensiva.



O gol surgiu na mudança da estratégia: o time de Guto Ferreira adiantou as linhas, forçou o erro do goleiro Zé Carlos no passe e, com triangulação rápida, abriu o placar com Leandro Carvalho aos 39. O tento foi a única chance de perigo do Alvinegro de Porangabuçu na etapa inicial.



Na volta do intervalo, o Ceará buscou pressionar mais os catarinenses. Atrapalhando a saída de bola, o time se tornou melhor em campo. Aos 10, Sobis quase ampliou em finalização no travessão.



Mais recuado, o Vovô apostou nas velocidade para surpreender o Brusque. A grande oportunidade foi aos 29, quando Sobral, sozinho, tentou por cobertura e mandou longe da meta. No fim, Guto colocou Bergson, Vina e Mateus Gonçalves para renovar o fôlego alvinegro. O placar foi fechado aos 47, quando Vina puxou contra-ataque, driblou o goleiro Zé Carlos e decretou o resultado de 2 a 0 em Santa Catarina.



O jogo



A partida começou muito truncada. O gramado, em condições ruins, prejudicou a parte técnica das equipes. E o Ceará, com elenco mais qualificado, não conseguiu se impor diante do Brusque no início.



Os donos da casa tinham a posse, criaram chances e investiram em cruzamentos na grande área. O Vovô cedeu campo e espaço em postura mais reativa, e teve dificuldade para acelerar a transição ofensiva.



O gol surgiu na mudança da estratégia: o time de Guto Ferreira adiantou as linhas, forçou o erro do goleiro Zé Carlos no passe e, com triangulação rápida, abriu o placar com Leandro Carvalho aos 39. O tento foi a única chance de perigo do Alvinegro de Porangabuçu na etapa inicial.



Na volta do intervalo, o Ceará buscou pressionar mais os catarinenses. Atrapalhando a saída de bola, o time se tornou melhor em campo. Aos 10, Sobis quase ampliou em finalização no travessão.



Mais recuado, o Vovô apostou nas velocidade para surpreender o Brusque. A grande oportunidade foi aos 29, quando Sobral, sozinho, tentou por cobertura e mandou longe da meta. No fim, Guto colocou Bergson, Vina e Mateus Gonçalves para renovar o fôlego alvinegro. O placar foi fechado aos 47, quando Vina puxou contra-ataque, driblou o goleiro Zé Carlos e decretou o resultado de 2 a 0 em Santa Catarina.