SAÚDE

Covid-19 ultrapassa a marca de 158 mil vítimas no Brasil


bookmark_borderBRASIL SAÚDE date_range30 Out 2020 - 07h03 personBRASIL 123/De Marcos Gontijo

O Ministério da Saúde divulgou nesta quarta-feira, dia 28, os novos registros da pandemia causada pela Covid-19 no Brasil. O governo federal atualiza o boletim, Painel Coronavírus, a cada 24 horas com os dados em amplitude nacional. Estes são enviados em conjunto pelas secretárias estaduais de Saúde ao Ministério, com exceção dos finais de semana, nos quais pode haver atraso no repasse. Isto explica os números reduzidos aos sábados e domingos.



Nesta quarta-feira, o Ministério da Saúde finalizou o cômputo às 18 horas e 30 minutos, um pouco mais cedo do que os dias anteriores.



Casos de Covid-19 confirmados



Foram 28.629 novos casos de infecção, número menor em comparação a terça-feira (27). Com isso, o Brasil detém 5.468.270 milhões de pessoas infectadas pelo novo coronavírus. A partir desses números em relação aos últimos 14 dias é possível afirmar que a pandemia está em desaceleração.



Óbitos confirmados



Foram registrados 510 novos óbitos nas últimas 24 horas no Brasil. Este valor também é inferior ao da última terça. Além disso, demonstra que a pandemia desacelerou nas duas últimas semanas.



Apesar da boa notícia, as mortes acumuladas ultrapassaram a marca de 158 mil perdas. São 158.456 brasileiros e brasileiras mortos pela Covid-19.



Neste cenário, a taxa de mortalidade continua a subir e informa 75.4 óbitos para cada 100 mil habitantes. Superior, inclusive, a dos EUA, país cuja marca de óbitos é superior a de todos os outros países do mundo.



A taxa média da pandemia do país permanece em regressão, embora menor. De acordo com o painel do G1, o Brasil apresenta 14 pontos percentuais negativos em relação aos últimos 14 dias. Apesar disso, a maior parte dos estados estão em condições de redução. Entretanto, os estados do Amazonas, do Amapá e de Pernambuco, apresentaram aumento no número de casos. Nos demais estados o cenário é de estabilização ou regressão.