Política

Em quatro anos, bancada federal de Rondônia ‘torrou’ quase R$ 20 milhões em verbas indenizatórias; saiba qual foi o parlamentar mais gastador

Rondônia Dinâmica fez um levantamento nos portais Transparência da Câmara e do Senado Federal para formalizar o ranking


bookmark_borderBRASIL POLÍTICA date_range11 Jan 2019 - 13h15 personRONDONIADINAMICA

Porto Velho, RO – O Rondônia Dinâmica fez um levantamento nos portais Transparência tanto da Câmara quanto do Senado Federal a fim de montar o ranking dos parlamentares mais gastadores quando o assunto é dispêndio de verba indenizatória.



Esses recursos são utilizados geralmente com aluguel de imóveis para escritório político; aquisição de material de consumo; locomoção, hospedagem, alimentação, combustíveis e contratação de serviços de apoio ao parlamentar; divulgação da atividade parlamentar e passagens aéreas, aquáticas e terrestres nacionais.



A avaliação leva em conta o período de um mandato de deputado federal, ou seja, os últimos quatro anos. O exercício é compreendido de fevereiro de 2015 a janeiro de 2019, totalizando 48 meses.



Embora o mandato de senador da República seja de oito anos, a análise da reportagem incluiu nos cálculos os últimos quatro anos de Ivo Cassol (PP), Valdir Raupp (MDB) e Acir Gurgacz (PDT).



Portanto, o resultado final está ligado aos gastos promovidos por toda a bancada federal de Rondônia em aproximadamente 1.460 dias.



Os três mais perdulários, no topo da lista da gastança, não conseguiram se reeleger. Nilton Capixaba, do PTB, e Lindomar Garçon, do PRB, foram os únicos a gastar mais de R$ 2 milhões. Logo atrás da dupla apareceu Luiz Cláudio, do PP,



que se distanciou de Garçon por uma margem ínfima de R$ 43,5 mil.



A surpresa ficou por conta da tucana Mariana Carvalho, última da lista negativa e a única representante rondoniense a não ultrapassar a marca de R$ 1,5 milhão em gastos de natureza indenizatória.



Entre os senadores, Valdir Raupp (MDB) destacou-se por gastar mais; foi o único a passar dos R$ 1,5 milhão em dispêndios voltados às cotas para exercício da atividade parlamentar. Somados, os gastos chegam a aproximadamente R$ 19, 5 milhões, uma média de R$ 404,5 mil por mês.



Confira as colocações (fev-15/jan-19)



Deputados federais de Rondônia



1º) Nilton Capixaba – R$ 2.045.522,90;



2º) Lindomar Garçon – R$ 2.012.288,99;



3º) Luiz Cláudio – R$ 1.968.696,17;



4º) Expedito Netto – R$ 1.927.469,44;



5º) Marinha Raupp – R$ 1.916.803,86;



6º) Marcos Rogério – R$ 1.897.898,41;



7º) Lúcio Mosquini – R$ 1.710.704,39;



8º) Mariana Carvalho – R$ 1.493.337,20;



Total: R$ 14.972.721,36



Senadores da República de Rondônia



1º) Valdir Raupp (MDB) – 1.544.658,06

2º) Ivo Cassol (PP) – R$ 1.469.783,63

3º) Acir Gurgacz (PDT) – 1.429.846,05



Total: R$ 4.444.287,74



Soma dos valores totais (deputados + senadores): R$ 19.417.009,1



Autor / Fonte: Rondoniadinamica