Religião

“Fui acusado de maneira falsa”, diz pastor expulso da Assembleia de Deus

O pastor Dean Curry, nega que tenha cometido adultério e afirma que esta sendo injustiçado por não deixarem se defender.


bookmark_borderRELIGIÃO E FÉ date_range03 Jul 2018 - 06h34 personPORTALPADOM

O pastor Dean Curry, da Igreja Life Center Assembly of God (Assembleia de Deus – Centro de Vida)  em Tacoma, Washington, foi afastado de seu cargo no último domingo depois de enfrentar alegações de má conduta sexual.



Líderes da Igreja realizaram uma reunião especial depois que uma ex-funcionária não identificada acusou Curry de má conduta física.



O pastor Curry negou as acusações, dizendo que “Meu relacionamento com a Assembleia de Deus foi fraturado”, disse ele durante a reunião. “Essa mulher acusou-me de comportamento que teria sido adultério, se fosse verdade.”





“Fui acusado de maneira falsa e errada”, acrescentou, dizendo que uma investigação sobre o assunto terminaria  “sem registros telefônicos prejudiciais, sem e-mails comprometedores ou mensagens de texto”.  



De acordo com o The Bellingham Herald, o pastor da mega-igreja afirma que não teve a chance de se defender na igreja que ele lidera a 14 anos. No entanto, Curry diz que não vai guardar rancor contra a ex-funcionária.





“Pastores vêm e vão, e este está indo, e você tem que continuar fazendo  para Jesus”,disse ele. “Eu não vou me permitir ser amargo ao meu acusador. Tenho 50 anos e tenho muita coisa para fazer.”



Curry também disse que tem o direito de fazer um apelo automático com a organização nacional da Assembleia de Deus. Ele disse que a revogação de sua licença e política da igreja exige que ele renuncie até que o processo de apelação esteja completo.



Os líderes da Igreja disseram que tomaram conhecimento sobre as alegações semanas atrás.



Tivemos conhecimento sobre isso há três semanas“, disse Nate Angelo, membro do conselho da igreja, ao Herald . “Agora precisamos coletar informações e fatos”.



Os membros da igreja disseram que a ex-funcionária ofereceu poucos detalhes específicos sobre a má conduta.



A junta da igreja diz que começará a procurar um pastor interino.