Política

Indicação de funcionário de empresa do país para embaixada em Israel gera desconforto no Itamaraty


bookmark_borderBRASIL POLITICA date_range07 Dez 2019 - 05h58 personDCM

Da Folha:



A indicação do coronel da reserva Paulo Jorge de Nápolis, diretor de marketing da empresa aeroespacial IAI (Israel Aerospace Industries), como novo embaixador do Brasil em Israel gera desconforto no Itamaraty —em especial em diplomatas de longa carreira.



Eles apontam conflito de interesses na nomeação de alguém ligado a uma empresa do país para o qual está designado, despreparo político para um posto de sensibilidade —e o fato de se tratar de um militar que não galgou altos postos na carreira.



O ex-chanceler Celso Amorim, ministro das Relações Exteriores de Itamar Franco e Lula, afirma: “Já pensou se um conselheiro do Itamaraty, preterido para cargos mais altos, fosse nomeado ministro da Defesa? Fico pensando se o objetivo é mesmo humilhar a casa de Rio Branco”.