Religião

Investigado por corrupção, Padre Robson é afastado das funções religiosas


bookmark_borderRELIGIÃO E FÉ date_range24 Ago 2020 - 16h32 personDCM

De Andréia Bahia no Estado de S.Paulo.



A arquidiocese de Goiânia suspendeu temporariamente o direito do padre Robson de Oliveira de realizar celebrações.



Em decisão tomada ontem, a arquidiocese definiu que o padre, que é investigado pelo Ministério Público de Goiás por supostos desvios de doações de fiéis em valores que podem superar R$ 120 milhões, está proibido de qualquer ato de ministério sacerdotal, como a absolvição de pecados e pregação, assim como “participar, realizar e protagonizar programas de televisão, rádio ou internet”.



Segundo o decreto, o religioso está afastado de suas funções religiosas até janeiro de 2022.



A nota sobre a revogação foi assinada pelo Arcebispo de Goiânia, Dom Washington Cruz, e pelo chanceler Dom Levi Bonatto e tem como justificativa “a necessidade de prevenir escândalos, garantir o curso da justiça e tutelar a fé, bem como investigar as acusações realizadas contra o padre Robson de Oliveira”.



(…)