EDUCAÇÃO

Ler é preciso


bookmark_borderBRASIL EDUCAÇÃO date_range18 Set 2020 - 10h53 personSALVATORE D'ONOFRIO

 "Taxa do livro é pedra no caminho do desenvolvimento" (Folha, 16/9) afirma Paulo Werneck, contestando o ministro  Paulo Guedes, que ameaça criar um novo imposto sobre livros.  Infelizmente, economista não é humanista ao ponto de entender que sem leitura não há cultura, progresso civilizacional, em qualquer área de atividade de um ser racional. Já citei, num outro escrito, o  adágio japonês : "o pai que quer bem ao filho o faz viajar e, se não puder, o faz ler". A leitura essencialmente é uma forma de aprendizagem, estabelecendo comunicação direta entre autor e leitor.



            Uma lembrança indelével da minha juventude foi quando, ainda na Itália, fui buscar um livro emprestado na casa do meu professor de filosofia e sua esposa me pediu para esperar, pois seu marido estava ocupado. Uns dez minutos depois, o professor abriu a porta da biblioteca e me convidou a entrar. Por eu estranhar que ele estava sozinho, sem ninguém no escritório, ele me explicou que acabara de conversar com o autor de um livro, sobre um assunto muito importante. Se este  governo taxar livros, em lugar de incentivar a leitura, deveríamos acrescentar mais um item à lista do músico Tim Maia, segundo o qual o Brasil é "o único país em que o traficante é viciado, a prostituta goza, o cafetão sente ciúme e o pobre é de direita".



                                         



--

Salvatore D' Onofrio

Dr. pela USP e Professor Titular pela UNESP

Autor do Dicionário de Cultura Básica (Publit)

Literatura Ocidental e Forma e Sentido do Texto Literário (Ática)

Pensar é preciso e Pesquisando (Editorama)

www.salvatoredonofrio.com.br

http://pt.wikisource.org/wiki/Autor:Salvatore_D%E2%80%99_Onofrio