Economia

Luz mais cara: saiba como reduzir os custos

Só para ficar em alguns exemplos, em São Paulo o aumento ficará em 15% neste mês, no Rio em junho o aumento foi de 13% e em Tocantins o aumento médio está em torno de 10,3%


bookmark_borderBRASIL ECONOMIA date_range04 Jul 2018 - 16h22 personNOTÍCIAS AO MINUTO

Um valor que poucos se atentam e causam danos nas finanças das famílias é a conta de luz, porém, por mais que sempre escutássemos nossas mães gritando para apagarmos a luz, nunca o impacto nos bolsos foram tão grandes, principalmente com aumentos recentes na cobrança desse serviço em praticamente todo país.



 



Só para ficar em alguns exemplos, em São Paulo o aumento ficará em 15% neste mês, no Rio em junho o aumento foi de 13% e em Tocantins o aumento médio está em torno de 10,3%. Assim, a recomendação um olhar mais atento para esse gasto e ter estratégias para mudanças.



Mesmo para quem já tem o hábito de poupar, é preciso redrobrar o cuidado e para que não haja susto na hora de pagar a conta.



Veja algumas orientações de consumo consciente que podem fazer a diferença na ponta do lápis:



De olho no chuveiro



Segundo dados do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel), o chuveiro elétrico é um dos grandes vilões no preço da conta de luz, representando cerca de 25% do valor em uma casa com quatro pessoas. Por isso é preciso sempre ficar atento à duração dos banhos diários, mesmo que no inverno, principalmente das crianças, que aproveitam para se divertir nesse momento.



Substitua as lâmpadas



Outra medida que pode fazer a diferença é substituir as lâmpadas convencionais por lâmpadas de LED, que além de economizar muito mais energia, iluminam melhor e têm uma durabilidade maior, sem a necessidade de serem trocadas com tanta frequência.



Petrobras aumenta preço do gás de cozinha em 4,4%



Abra as janelas



Durante o dia, tente aproveitar melhor a luz natural dos ambientes da sua casa ou apartamento abrindo as cortinas ou janelas. Nem sempre é preciso acender a luz para todas as atividades do cotidiano.



Ar-condicionado



Em dias mais quentes, utilizar o ar condicionado para manter o ambiente climatizado é, sem dúvida, muito bom, mas é válido manter o aparelho entre 23ºC e 26ºC, pois quanto mais as temperaturas baixerem, o consumo tende a aumentar proporcionalmente.



Desligue os aparelhos



Nem todos se atentam a esse detalhe, mas deixar aparelhos eletrônicos conectados na tomada, mesmo que desligados, gera o consumo de energia elétrica, portanto lembre-se de conectá-los apenas quando for utilizá-los.



Cuidado com a geladeira



Ficar abrindo a geladeira a todo momento sem necessidade faz com que ela consuma mais energia, portanto abra-a apenas quando for pegar ou guardar algum alimento. Sempre que possível, faça o degelo do seu refrigerador, pois o gelo acumulado faz o motor trabalhar mais, consequentemente gastanto mais energia. Verifique se a borracha da porta está em boas condições: uma boa forma de fazer isso é prender uma folha de papel na porta, se ela sair com facilidade é sinal que está na hora de trocar a borracha.