Judiciário

PGR usará e-mail de Marcelo Odebrecht em inquérito contra Renan

Documentos mostram atuação do senador e de Jucá em benefício de empreiteira após doação para campanha


bookmark_borderBRASIL JURÍDICO date_range06 Dez 2018 - 05h23 personNOTÍCIAS AO MINUTO

AProcuradoria Geral da República (PGR) incluiu novos e-mails de Marcelo Odebrecht no inquérito que investiga o senador Renan Calheiros (MDB-AL) e o filho dele, o governador de Alagoas, Renan Filho (MDB). A dupla é acusada de corrupção e lavagem de dinheiro.



 



De acordo com o blog da jornalista Andréia Sadi, no 'G1', as informações encontradas nas mensagens revelam "atuação concertada" de Renan e do também senador Romero Jucá (MDB-RR) em benefício da Odebrecht.



Os senadores negam qualquer participação em esquema com a empreiteira. As assessorias dos senadores foram procuradas pelo blog, mas ainda não se pronunciaram.



A investigação foi iniciada em abril de 2017, com base em delações de ex-executivos da Odebrecht. De acordo com os depoimentos, a empresa teria feito doações oficiais para a campanha de Renan Filho e, em contrapartida, teria sido favorecida no Senado.