QUENOTICIAS E REGIÕES

PM DE RONDÔNIA REPRIME COM VIOLÊNCIA FAMÍLIAS DE AGRICULTORES DO LCP


bookmark_borderARIQUEMES POLITICA date_range15 Out 2020 - 15h18 personAOR OLIVEIRA
Agricultores repudiam a ação violenta do governo rondoniense contra o acampamento denominado Tiago que faz parte do LCP


Agricultores que já ocupam a área há bastante tempo e agora por conta de fato isolado que culminou na morte de dois policiais; esses agricultores estão sendo penalizados com ações de extrema violência e até mesmo sendo despejados em plena pandemia do Coronavírus.



A Polícia Militar de Rondônia reprime com violência famílias de agricultores do LCP num total são cerca de mil famílias assentadas na Fazenda Norte Brasil e Arcuires também conhecida como Fazenda Galo Velho.  Senhoras, crianças foram tratas como se bandidos fossem, essa classe trabalhadora sofreu humilhação por parte da investida da Policia Militar. Esses agricultores foram retirados a força sob o efeito de bombas lacrimogênia, colocando em pânico quem ali estavam.





Já circula nas redes sociais  vídeo para denunciar a ação violenta do governo de Rondônia contra as famílias de agricultores do Assentamento Tiago, que faz parte do Movimento dos Trabalhadores da Liga  dos Camponeses Pobres (LCP).



Nos últimos dias a Polícia Militar do estado, a mando do governador Marcos Rocha, já demoliu casas  e ateou fogo no local para forçar a retirada das famílias, que sofrem uma ação de despejo ordenada pelas autoridades de Rondônia em virtude da morte de dois policias militares,  em ação isolada de pessoas rudes não associáveis e que comungam com pensamentos diferenciados da liderança do LCP e dos líderes do assentamento Tiago.  





 



Agricultores de outros acampamentos já anunciou a realização de um grande movimento de apoio aos acampados nas redes sociais e junto ao Ministério Público, além de ações junto ao governo do estado para pôr fim à violência contra as famílias do acampamento.