QUENOTICIAS E REGIÕES

Parlamento de Alto Paraíso reprova gestão de Helma Amorim março 01


bookmark_borderALTO PARAÍSO date_range02 Mar 2020 - 10h25 personMAIQUE PINTO

Com as vicinais e as Estradas Estaduais detonadas desde o final do ano passado, suas unidades educacionais rurais em frangalhos e com a pressão popular até o pescoço, os vereadores por unanimidade reprovaram a administração da Prefeita de Alto Paraíso (RO), Helma Amorim (PTB), em sessão ordinária realizada nesta quinta-feira (27). O tráfego de veículos de pequeno, médio e grande porte na rota que para ter acesso ao município deve usar o transporte aquaviário, isto é, pagar a travessia do veículo sobre uma Balsa, para evitar estradas destruídas em meio a floresta da localidade, são modais de transporte ofertados pela prefeitura e o Governo do Estado que atinge o nível mínimo na arrecadação econômica. Pois, a produção de Soja da região é afetada 100%. As perdas podem chegar as cifras milionárias.



O pesselista Edmilson Facundo, que é chamado pelos colegas de parlamento como o porta voz do Governador do Estado de Rondônia, Coronel Marcos Rocha (PSL-RO) na Casa de Leis da cidade, fez suas criticas indagando a prefeita diante das suas inúmeras viagens, ou seja, deixando a gestão abandonada e consequentemente a sociedade de Alto Paraíso nos últimos três anos. Contudo, no final desta última semana de fevereiro, o parlamentar confirmou sua reunião com o vice-governador Zé Jodan (PSL – Rolim de Moura) para solucionar o direito de ir e vir da população pelas vias terrestres precárias.



O vereador Flavio Valdir da Silva do (MDB) repudiou a falta de respeito de Helma Amorim, em não aceitar os trâmites legais que o Poder Legislativo tem em referência a qualquer projeto do Poder Executivo, tal como: o da praça do centro da cidade. Para o emedebista de Alto Paraíso, as prioridades são as reformas das escolas do município e as estradas em caráter emergencial. Outra reclamação de Valdir é com a morosidade para atender uma solicitação parlamentar, que nada mais é um pedido de providência que a população exige ao longo dos anos. Escola de qualidade e estrada que possa garantir a segurança de centenas de alunos da rede municipal de ensino.




 



De acordo com o pedetista e 1ª Secretário da Mesa Diretora da Câmara de Alto Paraíso, Anderson Santana de Oliveira, esse perfil político áspero de Helma Amorim, fez com que a sua base na Casa de Leis perdesse forças, ao ponto de abandonar diálogos futuros com a chefe do Poder Executivo. Segundo o legislador do PDT, é preciso exibir temperança e ação imediata nos períodos adversos, que uma administração pública possa sofrer. O legislador Eliseu Batista (PDT), classificou os episódios ríspidos de Helma Amorim com o parlamento de atrasos em políticas públicas. Sobretudo, na ótica legislativa de Eliseu, o desgaste com todo o sistema democrático com as atitudes administrativas semelhantes a “presepadas” de Helma Amorim retardam o crescimento sócio-econômico da cidade. Pois, na conclusão analítica legal deste legislador, a prefeita deseja fazer mais aliciamento eleitoral com obras de infraestrutura pífias, do que arregaçar as mangas e por a mão na massa nos grandes problemas pertinentes da localidade.



Por fim, o progressista Almiro Souza da Silva repudiou com veemência a construção da praça da cidade e frisou que Helma Amorim e sua assessoria são incompetentes ao extremo. O legislador citou o orçamento de R$ 7 milhões de reais que a Prefeitura de Alto Paraíso que tem em caixa. Recursos esses do Pré-Sal e das Usinas do rio Madeira. Porém, segundo Almiro Souza, a ineficácia de Helma Amorim e sua turma é notória diante das sucessivas lambanças que a prefeita vem fazendo no núcleo do Poder Executivo de Alto Paraíso.



mapping.com.br – Maique Pinto



Parlamento de Alto Paraíso reprova gestão de Helma Amorim