Internacional

Policiais são detidos na África do Sul por homicídio de adolescente com síndrome de Down

'Assassino de criança', diz cartaz de manifestante, após morte de adolescente com síndrome de Down pela polícia de Eldorado Park, perto de Johannesburgo, em 27 de agosto de 2020 - AFP


bookmark_borderPOLITICA INTERNACIONACIONAL date_range29 Ago 2020 - 15h10 personAFP

Dois policiais sul-africanos foram presos na sexta-feira (28) e serão acusados de homicídio de um adolescente com síndrome de Down, baleado em um bairro nos arredores de Johanesburgo – anunciou neste sábado (29) a Ouvidoria da Polícia.



 



Nathaniel Julius, um jovem de 16 anos com síndrome de Down, foi morto na quarta-feira no Eldorado Park, um bairro devastado pelas drogas e pela violência.



Sua família relatou que os policiais atiraram no adolescente que havia saído para comprar biscoitos em uma loja perto de sua casa. Devido à sua condição, ele não conseguiu responder as perguntas dos agentes.



A Diretoria Independente de Investigadores de Polícia (Ipid, sigla em inglês) decidiu prender os agentes envolvidos e acusá-los, “após um exame cuidadoso das evidências disponíveis”.



“Eles serão acusados de homicídio”, declarou a Ipid em nota divulgada hoje.



O assassinato provocou violentas manifestações no bairro, o que levou o presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, a pedir calma à população.