QUENOTICIAS E REGIÕES

QUEM PLANTA LIMÃO JAMAIS VAI COLHER JABUTICABA


bookmark_borderARIQUEMES POLITICA date_range10 Fev 2020 - 12h51 personEXTRAÍDO DA REDE SOCIAL - AUTOR DESCONHECIDO

No dia 09 de fevereiro de 2020, foi realizado na Câmara Municipal de Vereadores uma reunião promovida pela coalisão DEM, PSDB, PSD e PRB.

Naquela ocasião entendíamos que seria uma reunião como todas as outras já propostas ao longo do Estado de Rondônia onde contariam com a presença do Senador Marcos Rogério, Deputada Federal Mariana Carvalho, Deputado Federal Expedito Neto, Deputado Estadual Adelino Follador, dentre vereadores, ex parlamentares e demais autoridades convidadas além do público presente.

Porém, existe na prefeitura um cidadão, ou melhor, sua esposa está lotada na prefeitura e este cidadão abraça a deus e o diabo, este cidadão entendendo ele que hoje está por cima da política local, convidou e articulou para que o prefeito fosse a reunião “armado” com seus fantoches secretários (todos, ate mesmo os acessórios de secretários).

Vale lembrar que o prefeito também fez isto na primeira reunião do PSL em Ariquemes e na segunda reunião não foi nenhum deles, aliás, o prefeito passou pela reunião achando que seria um fracasso, ledo engano.

Voltando ao assunto da reunião do dia do “fico”, uma reunião marcada por olhares de insatisfação o prefeito até teve um momento de falar (um a dois minutos), claro, foi aplaudido de pé pelos seus, ah, mas os seus já estavam de pé, chegaram todos atrasados como se fosse uma boiada entraram no plenário como se estivessem pressionando alguma coisa ou alguém. Vale lembrar que este tipo de política já funcionou nos anos 80, ou seja, a velha maneira de se tentar fazer política pela pressão.

Após as falas de vários personagens, a organização do evento de forma indelicada foi chamando representantes de cidade por cidade e deixando os demais largados no plenário, aqueles que vieram de outros municípios para reunião tiveram que esperar sem o que fazer, aqueles que tinham amizades ficaram pelos corredores confabulando, ou seja, largados ao tempo e relento....

O que houve de fato foi correrias nos gabinetes dos vereadores, loro com Expedito Júnior e Thiago Flores, Nairton com Garçon, Amalec se engalfinhando com Mariana Carvalho e Maurício Carvalho e assim se seguiu.

Na realidade Garçon achou que pudesse induzir aos demais para arrematar Thiago Flores, o detalhe é que Garçon se ofereceu a fazer parte do grupo e não dirigir o grupo, ou seja, seria comandado e não comandaria, mas ele entendeu o recado.

 Pois bem, Thiago chegou em um nível de alerta total (ainda não no desespero), Thiago está sem grupo, ele jamais imaginava que fosse depender de pessoas para tentar a sua reeleição, achou que apenas seu motorista com seus vídeos sensuais (mc) fosse suficiente para agremiar simpatizantes para “fazer campanha” de graça, mesmo com histórico de ter sido eleito com 13 partidos ao seu lado e atualmente nem a sua legenda quando da eleição não está mais consigo.

De tudo isto percebeu-se que Thiago tem o controle sobre os seus secretariados, todos estão movimentos por compaixões e amor pelo seu líder, até mesmo para entrar em um evento de terceiro chegam todos juntos e perfilados, parece até a equipe de ginástica aquática dos EUA de tão alinhados que estão, muito embora, caso Thiago não seja contemplado com a reeleição, muitos destes “gadinhos”, terão que mudar de cidade por razões de dificuldades em olhar no olho das pessoas que foram afrontadas por eles.

Lucas ficou um tanto quanto constrangido, Ricardinho (mentor da ida frustrada de Thiago), só aumentou sua insatisfação dentro do PSDB, até porque ele ou está com Thiago ou está com o grupo de Lucas, andar com os dois é quase impossível, mas o que ele fará, abdicará do emprego da esposa ou apostará em uma reviravolta e abraçará Thiago e cuspirá no prato dos “Expeditos”. Já Thiago, saiu como entrou, com a incerteza de que irá manter sua candidatura mesmo que capenga. Ou seja, será que Thiago virá com os seus que nunca deram a cara ao sol por uma campanha?

Quanto ao grupo, restou Garçon com seus memes pedindo socorro ao “amigão” Redano por uma oportunidade de apoiar o atual prefeito. Porém, Garçon, como sempre tentando atravessar o mar vermelho com “canoa e sem remo”, se o Garçon fosse 30% de político que ela acredita ser, seria um excelente político, mas, o que se vê é que Garçon é chacota por onde passa, parece até que ele gosta, quem sabe teremos um Tiririca em Rondônia.

O que restou de tudo isto, Thiago batendo em retirada do grupo e tentando a sobra do que restou do PSL e Lucas ainda inseguro com o grupo depois do convite deselegante feito ao prefeito quando do convite de sentar na mesma mesa dos Folladores, mas, ...

Até final de março muita gente entrará e sairá de grupos, mas, quem não tem grupo, este já está acendendo a luz vermelha e aí amigão, nem choro nem vela, só saudades e nenhum ombro amigo pra poder chorar....