QUENOTICIAS E REGIÕES

SOMBRA DE POLITICOS PODE AGITAR O TABULEIRO DA ADMINISTRAÇÃO DE ARIQUEMES

Os magnatas políticos que formam a central das manobras podem retroceder o progresso de Ariquemes caso o atual gabinete desmorone.


bookmark_borderARIQUEMES POLITICA date_range08 Jan 2021 - 09h23 personAOR OLIVEIRA

Os movimentos tectônicos estão de volta à volátil política ariquemense. O Governo Municipal, comandado por Carla Redano (Patriotas) a que tudo indica se inicia com um prenuncio de tensão por avançar com dificuldade em acertos com os Vereadores, onde o turbulento negócio da política e que ninguém mais confia em ninguém. A ideia de um Executivo de concentração, como Ariquemes já viveu em outras épocas de crise, ganha força nos últimos dias na política ariquemense. Nesse cenário, o que apresenta a Força Ariquemes, conseguiu se colocar no centro de uma rede em que volta a ser decisivo para a maioria dos movimentos.



O Executivo Ariquemense começa cambaleando, não foi frutífera a reunião inicial com os vereadores, propostas colocadas a mesa não encantaram os olhos dos edis. As últimas decisões políticas, não agradam os integrantes do Poder Mirim a continuar assim dificilmente será constituída uma base solida de apoio a gestão executiva; nesse ponto é preciso mais que o diálogo, é necessário cedência de ambos os lados para se chegar a um denominador comum, há impertinência política causaram as mais recentes fissuras. O Executivo tem que alinhar sua conversar com a casa de leis para não deixar muitas penas no caminho na discussão política do município.



Nesse início de mandato o Governo Municipal não pode permitir que se instale a crise política por desacerto no prato das negociações. A ideia geral, neste caso, seria a de formar um Executivo de concentração para enfrentar a possível calamidade econômica e financeira neste período de pandemia que se alastrará por todo ano. Um período em que deverão ser distribuídos os recursos que chegarem da União e do Estado e em que todos vão querer aparecer.