Internacional

Sobe para 50 número de mortos por passagem do furacão nas Bahamas

Milhares de pessoas ainda estão desaparecidas e o número de vítimas do Dorian pode aumentar consideravelmente, diz comissário da polícia


bookmark_borderPOLITICA INTERNACIONAL date_range10 Set 2019 - 13h49 personEFE

O número de mortos nas Bahamas pela passagem do furacão Dorian subiu para 50, 42 deles nas Ilhas Ábaco e oito em Grand Bahama, segundo informações divulgadas pelo comissário da polícia Anthony Ferguson, nesta terça-feira (10).



Ferguson acrescentou que ainda há milhares de desaparecidos e que, com isso, o número de vítimas pode aumentar consideravelmente. A imprensa local estima que pode haver mais de 3 mil pessoas tenham morrido e publica que estão sendo realizados enterros em massa.



O comissário disse que tanto em Nova Providência, onde está localizada a capital, Nassau, quanto nas Ilhas Ábaco e Grand Bahama não há capacidade suficiente para depositar os corpos, que permanecem em bolsas de plástico e em contêineres refrigerados. "Oferecemos o nosso mais sincero pêsame às famílias que perderam os seus entes queridos pelo ciclone", declarou Ferguson, que garantiu que o trabalho de resgate vem sendo feito com grande afinco.



"O povo precisa saber que continuamos procurando pelos desaparecidos e que a polícia local e as forças de segurança subministradas por países vizinhos continuam na tarefa de encontrar mais pessoas para poder levar a tranquilidade a muitas famílias", salientou.



O comissário confirmou que cerca de 4,5 mil pessoas foram levadas das Ilhas Ábaco e de Grand Bahama para a capital desde a passagem do Dorian, há uma semana. Até o fim do dia, esse número deve passar de 5 mil. Centenas de pessoas estão desaparecidas e 70 mil não têm casa, segundo dados das Nações Unidas.



Veja imagens da destruição causada pelo furacão Dorian