Esporte

UFC Montevidéu: com atuação convincente, Durinho vence russo que não perdia há 20 lutas

Brasileiro sobe para os meio-médios e acaba com invencibilidade de Alexey Kunchenko no card preliminar do card do Uruguai


bookmark_borderQUENOTICIASESPORTES date_range11 Ago 2019 - 08h29 personCombate.com

Gilbert Durinho mostrou no UFC Uruguai, neste sábado, em Montevidéu, que a subida para o peso-meio-médio (até 77kg) pode ter sido um grande acerto. Contra Alexey Kunchenko, até então invicto na carreira em 20 lutas, o brasileiro venceu por decisão unânime (triplo 29-28) e engatou o terceiro resultado positivo seguido na organização. O duelo, que não foi dos mais empolgantes, recebeu vaias do público no fim, mas Durinho se justificou.






- Uruguai, me desculpa! Eu aceitei esta luta há apenas duas semanas!





A luta





O começo da luta foi interessante para Durinho. Um chute baixo fez o russo se desequilibrar e ir ao solo, mas ele se levantou rapidamente. O brasileiro soltou o jogo em pé, acertou bons golpes e conseguiu uma queda pouco antes da metade do round. Por cima, o faixa-preta de jiu-jítsu trabalhou com calma, mas encontrou pouco espaço, já que o adversário conseguiu manter suas costas na grade, e passou a soltar muitos golpes no ground and pound. A sequência agressiva fez Durinho conseguir ir para a montada, mas o russo se livrou e resistiu bem ao assalto.





Durinho colocou uma joelhada de encontro nos primeiros movimentos do segundo round. Os dois trocaram socos, e o brasileiro foi mais efetivo. Kunchenko passou a ser mais agressivo em suas investidas ao aumentar o volume de golpes. Ao encurralar o rival, o russo disparou cruzados, mas a maioria deles passou no vazio. Com menos de dois minutos para o fim do assalto, Durinho conseguiu um double leg. Ele ganhou a meia-guarda, atacou com com cotoveladas curtas e buscou uma guilhotina, mas não conseguiu o ajuste necessário e desistiu da pegada. O brasileiro continuou no ground and pound, tentou uma transição para as costas, mas Kunchenko escapou da posição.



Gilbert Durinho teve boa atuação na vitória sobre Alexey Kunchenko â?? Foto: Getty Images



Gilbert Durinho teve boa atuação na vitória sobre Alexey Kunchenko — Foto: Getty Images



g), Ciryl Gané mostrou o motivo de ser considerado uma grande promessa da categoria. O francês precisou de 4m04s para finalizar Raphael Bebezão com um katagatame. Especialista na trocação, o lutador chegou ao Ultimate em apenas três lutas, tendo vencido todas por nocaute, mas bateu o brasileiro justamente na especialidade do adversário: o jiu-jítsu.



Ciryl Gané finalizou Raphael Bebezão com um katagatame no UFC Uruguai â?? Foto: Getty Images





Ciryl Gané finalizou Raphael Bebezão com um katagatame no UFC Uruguai — Foto: Getty Images






A derrota tirou a invencibilidade de Bebezão no MMA. O atleta da Evolução Thai venceu seus nove adversários antes de fazer sua estreia no Ultimate.





 



Marina Rodriguez não dá chances para Tecia Torres


Marina Rodriguez foi superior contra Tecia Torres o tempo todo â?? Foto: Getty Images





Marina Rodriguez foi superior contra Tecia Torres o tempo todo — Foto: Getty Images






Marina Rodriguez provou que merece seu espaço no top 15 do peso-palha (até 52kg). A brasileira venceu Tecia Torres por decisão unânime (30-27, 30-27 e 30-26) com uma performance de alto nível durante os 15 minutos de combate. Ela manteve sua invencibilidade na carreira e agora soma 12 vitórias e um empate. A americana, por outro lado, perdeu pela quarta vez consecutiva.





 



Raulian Paiva sofre corte profundo, médico interrompe, e Bontorin vence


 





O combate entre os pesos-moscas (até 57kg) Rogério Bontorin e Raulian Paiva estava animado, mas uma joelhada conectada no rosto de Raulian fez o árbitro central chamar o médico e decretar o fim da luta aos 2m56s do primeiro assalto, dando a vitória para Bontorin por nocaute técnico, alcançando seu segundo resultado positivo em duas lutas no Ultimate. A situação de seu adversário é oposta. Foi o segundo revés em duas aparições na companhia.





 



Em luta disputada, Chris Gutierrez bate Geraldo de Freitas


Chris Gutierrez venceu Geraldo de Freitas por decisão dividida â?? Foto: Getty Images


Chris Gutierrez venceu Geraldo de Freitas por decisão dividida — Foto: Getty Images




Geraldo de Freitas mostrou raça e poderia ter saído com a vitória no duelo pelo peso-galo (até 61kg) contra Chris Gutierrez, mas os juízes laterais viram a luta a favor do americano, que triunfou por decisão dividida (29-28, 27-30 e 29-28). O brasileiro perdeu pela quinta vez em 17 lutas na carreira, sendo a segunda no Ultimate, após estrear com resultado positivo. Gutierrez venceu a segunda seguida na companhia.





 



Leko domina Kazula e vence por pontos


 





Com uma atuação dominante, Alex Leko não deu chances para Rodrigo Kazula e venceu por decisão unânime (triplo 30-27), pelo peso-leve (até 70kg). O brasileiro mostrou superioridade em todas as áreas e não foi ameaçado em nenhum momento do confronto. O resultado fez o lutador se recuperar do revés na estreia no Ultimate contra Alexander Yakovlev. O mexicano pisou no octógono da organização pela primeira vez.



Alex Leko teve vitória tranquila contra Rodrigo Kazula no UFC Uruguai â?? Foto: Getty Images





Alex Leko teve vitória tranquila contra Rodrigo Kazula no UFC Uruguai — Foto: Getty Images






Kazula partiu para cima de forma afoita no início da luta e acabou sendo colocado para baixo. Leko foi para as costas e passou quase o round inteiro nas costas do mexicano, que conseguiu inverter nos segundos finais e terminou golpeando. No segundo assalto, o brasileiro levava a melhor em pé e, após uma tentativa de queda do rival, inverteu bem e passou todo o assalto golpeando por cima, mas sem muita contundência. O cenário não mudou nos cinco minutos finais, e Leko voltou a controlar bem o jogo de Vargas na luta agarrada.




Peso-mosca: Veronica Macedo x Polyana Viana


 





Em um duelo no qual as duas lutadoras entraram pressionadas pela necessidade de vencer, Veronica Macedo conseguiu uma bela finalização contra Polyana Viana e venceu aos 1m09s do primeiro round com uma chave de braço. A derrota é a terceira consecutiva da brasileira, que fica em situação delicada na companhia, enquanto a venezuelana venceu pela primeira vez desde que chegou ao Ultimate, após sofrer três reveses. Esta foi a finalização mais rápida da história do peso-mosca feminino.



Veronica Macedo finalizou Polyana Viana no primeiro round no UFC Uruguai â?? Foto: Getty Images





Veronica Macedo finalizou Polyana Viana no primeiro round no UFC Uruguai — Foto: Getty Images






Parecia um bom começo de luta para Polyana. A brasileira colocou alguns golpes em pé, se aproveitou de um chute rodado ruim da venezuelana, encurtou e colocou para baixo. Rapidamente ganhou a meia-guarda e passou a buscar por uma montada, mas Veronica mostrou muita técnica, saiu na chave de braço e finalizou a brasileira.





UFC Montevidéu

10 de agosto, no Uruguai

CARD PRINCIPAL:

Valentina Shevchenko venceu Liz Carmouche por decisão unânime (triplo 50-45)

Vicente Luque venceu Mike Perry por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)

Luiz Eduardo Garagorri venceu Humberto Bandenay por decisão unânime (triplo 30-27)

Volkan Oezdemir venceu Ilir Latifi por nocaute técnico aos 4m31s do R2

Rodolfo Vieira venceu Oskar Piechota por finalização aos 4m26s do R2

Enrique Barzola venceu Bobby Moffett por decisão dividida (28-29, 29-28 e 30-27)

CARD PRELIMINAR

Gilbert Durinho venceu Alexey Kunchenko por decisão unânime (triplo 29-28)

Ciryl Gané venceu Raphael Bebezão por finalização aos 4m04s do R1

Marina Rodriguez venceu Tecia Torres por decisão unânime (30-27, 30-27 e 30-26)

Rogério Bontorin venceu Raulian Paiva por nocaute técnico aos 2m56s do R1

Chris Gutierrez venceu Geraldo de Freitas por decisão dividida (29-28, 27-30, 29-28)

Alex Leko venceu Rodrigo Kazula por decisão unânime (triplo 30-27)

Veronica Macedo venceu Polyana Viana por finalização a 1m09s do R1