AMOR E SEXO

VOCÊ ESTÁ SAINDO COM ALGUÉM DIVORCIADO?


bookmark_borderAMOR E SEXO date_range11 Mai 2018 - 06h07 personKorin Miller

Não é segredo que o divórcio acontece. E, por mais que os especialistas digam que a taxa de divórcio agora é menor do que 50%, as chances de você namorar um cara divorciado ainda são bastante razoáveis.



 



Enquanto não há nada de errado em sair com um homem que já foi casado, existem algumas potenciais questões que podem aparecer. “A maioria delas tem como tema o motivo do divórcio”, diz a psicóloga Ramani Durvasula, autora do livro “Should I Stay or Should I Go?”. Segundo ela, para alguém que já foi casado por alguns anos e não teve filhos, o divórcio pode se parecer com um término normal de namoro, exceto pelos inúmeros documentos para assinar. “[Mas] um divórcio para alguém que foi casado por um longo período ou teve filhos pode significar ter que integrar todos esses fatores ao novo relacionamento.”



“Independentemente das circunstancias de seu casamento anterior, passar por um divórcio também pode impactar em como um cara vê ou age em um relacionamento romântico”, diz o psicólogo Joseph Cilona, de Manhattan (EUA). É por isso que você deve questioná-lo sobre essas coisas antes da relação entre vocês ficar mais séria:



Você está confortável em falar sobre o seu divórcio?



Um homem que evita completamente o tópico ou mostra um “desconforto significante” em falar sobre o seu divórcio pode estar emocionalmente envolvido ainda ou, no mínimo, tem algumas sérias tensões em relação ao assunto, segundo Cilona. Alerta de cartão vermelho. Isso mostra que ele tem uma conexão não saudável com seu antigo casamento, o que pode ser um problema no futuro de vocês.



Você quer se casar de novo?



Você pode assumir que já que ele se casou uma vez, não vai ter questões sobre o assunto de novo, mas como Ramani aponta, esse nem sempre é o caso. “Algumas pessoas podem não querer se casar novamente depois de já terem experimentado isso antes”, diz ela. É importante determinar onde o seu parceiro se encaixa, e como isso interfere no futuro que você espera ter.



Você acredita que pode passar o resto da sua vida com alguém?



Mesmo que nenhum de vocês tenha interesse em se casar, é uma boa ideia descobrir o que ele pensa sobre duas pessoas ficarem juntas por um longo período de tempo – casadas ou não. Pense: Ele pode não querer um comprometimento legal novamente, mas pode ser completamente aberto à ideia de um compromisso mais sério ou de até viverem juntos. “Muitas pessoas divorciadas acreditam no amor e no compromisso”, diz Durvasula. Se o seu parceiro não pensa mais assim, outro cartão vermelho.



Você queria se divorciar?



De acordo com um estudo feito pela Universidade de Stanford (EUA), 70% dos pedidos de divórcio são iniciados por mulheres. E, se o seu companheiro não iniciou o pedido de divórcio, é bom descobrir se ele queria realmente isso. “Você pode querer saber se ele ainda se sente atraído por sua vida antiga”, diz Ramani. “Você também pode querer saber se ele ainda sente alguma coisa pela ex.” Além disso, é possível que na época ele não queria o divórcio, mas seguiu em frente e hoje está bem resolvido. De qualquer forma, a resposta dele para essa pergunta pode dar dicas se esse é o caso.



Como você se sente sobre sua ex?



“Nem todo mundo gosta de falar sobre os seus ex, mas se ele fica superamargurado ou bravo quando você toca no assunto, pode ser que ele ainda sente alguma coisa”, diz a psicóloga.



Outros sinais ruins: Seu parceiro coloca a culpa nela pelo fato de o casamento ter dado errado, ou diz que ele aprendeu uma lição sobre as mulheres e casamentos com base na experiência dele, segundo Cilona. “Não importa qual a situação, cada parceiro tem responsabilidade e contribui de alguma forma para a dissolução do relacionamento e do casamento”, diz ele.



Além disso, tenha isso em mente: O divórcio pode ser algo muito saudável. “Continuar em um relacionamento que já foi por água abaixo não é bom, e muitas pessoas amadurecem depois de uma experiência como essa”, diz Ramani. “Mas você precisa fazer essas perguntas para decidir se você se sente bem em ser a esposa número dois se a relação de vocês chegar a esse ponto.”