Política

Wagner critica aliança entre PDT e DEM: Ciro Gomes entrou numa viagem


bookmark_borderBRASIL POLITICA date_range15 Set 2020 - 10h16 personBRASIL 247

247 - O senador Jaques Wagner (PT-BA) criticou a aliança do ex-ministro Ciro Gomes (PDT-CE) com o DEM, integrante do governo Jair Bolsonaro. De acordo com o ex-governador da Bahia, o pedetista, que se coloca como pré-candidato de centro-esquerda à presidência da República em 2022, "está entrando numa viagem que não sei se chega ao fim achando que se une ao DEM pra fazer frente ao Bolsonaro".



"Quem vai chegar do outro lado será candidato de centro-esquerda. Ciro viaja em contexto de centro-direita. É uma canoa furada. O DEM está com todos os pés dentro do governo Bolsonaro", disse o parlamentar em entrevista ao jornalista Mário Kertész, nesta terça-feira (15).



"A maioria do parlamento é partido de governo. O presidente se acertou com o chamado Centrão. O DEM aqui finge que não é, mas lá tem dois ministros. O cara dá milho pro pessoal e o pessoal vai votando. A oposição fica com os partidos de esquerda. Conseguimos aprovar Fundeb e R$ 600 contra a vontade do governo. Depois, ele gostou e entrou no populismo. O que ele e Paulo Guedes vão deixar na Economia é um rastro de destruição", acrescentou.



O ex-ministro Ciro Gomes elogiou o DEM, partido que apoiou o golpe de 2016 e a agenda neoliberal implantada desde então. O ex-governador do Ceará participou virtualmente da convenção do PDT de Salvador, que oficializou a chapa do vice-prefeito Bruno Reis (DEM) como candidato a prefeito e a ex-secretária municipal de Promoção Social Ana Paula Matos (PDT) como vice.