Acreanos fazem filas para o tacacá e jambu acaba em supermercado

15 de maio de 2024 150

A saída para muitos acreanos na noite fria em Rio Branco nessa terça-feira, 14, foi tomar um tacacá quente. Em vários pontos da capital acreana, onde o prato de origem indígena é comercializado, formou-se filas para o consumo diante de uma sensação térmica abaixo dos 20ºC.

A rabada é o produto agregado inserido no cardápio de dias frios pelos comerciantes que triplicam o faturamento nos períodos de friagens – fenômeno do clima amazônico. O empresário Vando Silva, afirma que vende até 500 litros do caldo de tucupi servido com folhas de jambu.

Tradicional ponto no bairro Quinze, o Tacacá do Vando se prepara em dias frios para atender a clientela. “Em dias normais vendemos entre 50 e 100 litros de tacacá”, acrescentou o comerciante.

Com previsão de mais frio nesta quarta-feira, dia 15, a tendência é de maior procura pelo produto. Uma rede de supermercados de Rio Branco confirmou ao ac24horas o fim do estoque de jambu, tamanha a procura pelo produto.

Fonte: Da redação ac24horas