#CARTEL | Presidente da Câmara de Chupinguaia revela o possível crime dos Laticínios em (RO) contra a ordem econômica

7 de abril de 2021 18

    

OPresidente da Câmara Municipal de Chupinguaia (RO), Toninho Bertozzi (PV), em sessão ordinária desta segunda-feira (5), fez revelações contundentes sobre a decadência do produtor de Leite do Estado de Rondônia com a oscilação dos preços ofertados pelos Laticínios. Segundo Toninho, essa instabilidade no valor do Leite faz parte do jogo dos empresários do Leite.

No pronunciamento do Presidente do Poder Legislativo de Chupinguaia, fica claro a combinação de preços dos Laticínios na compra do Leite do produtor rural. De acordo com informações do vereador Jeferson Silva de Ouro Preto do Oeste (RO) na sessão ordinária da Casa de Leis deste município, mais de 20 Laticínios baixaram os preços do Leite de maneira volátil.

Em sessão plenária o presidente Toninho comunicou a todos, que os produtores rurais irão paralisar as atividades por tempo indeterminado. Os custos no verão também foram mencionados por Toninho, que outrora foi produtor de Leite nesta região. Na visão legislativa do presidente, em tempos de austeridade econômica, os gastos do produtor de Leite são estratosféricos e por esse motivo uma solução deve ser apresentada emergencialmente pelos poderes.

Para economistas da Capital rondoniense, esse colapso financeiro no setor do Leite tem fortes indícios de cartelização, ou seja, a ação é feita por um grupo de empresas que cooperam entre si. Caso uma investigação comprove esse Cartel nos Laticínios de Rondônia, fica caracterizado o crime contra a ordem econômica. Esse possível conluio dos empresários do Laticínio sendo comprovado, os criminosos podem pegar de 2 à 5 anos de prisão.

Os vereadores de Rondônia estão denunciando esse fato escabroso no setor do Agronegócio rondoniense aos Conselhos e Comissões de Defesa Econômica do Estado. Os Pares das câmaras municipais requerem do Poder Executivo e Legislativo aplicação investigatória nesta ação do mercado dos Laticínios.

 

Fonte: Mapping.com.br – Maique Pinto