Chapa “puro-sangue” é prioridade para o MDB, a difícil situação de Marcos Rocha no União Brasil, a força da soja em Porto Velho

16 de novembro de 2021 51

MDB – O ex-governador de Rondônia em dois mandatos seguidos, o senador-licenciado para “tratar de assuntos particulares” por um período de 4 meses, Confúcio Moura (MDB) vem pregando em suas andanças pelo interior do Estado no contato com lideranças emedebistas, que, em razão do fim das coligações o partido deverá optar por chapa “puro-sangue” nas eleições a governador de 2022. Apesar de eleições sem coligações a parceria unindo capital e interior é da maior importância para a busca de votos. Confúcio, que é um articulador ardiloso, preciso, que não mede consequências para chegar aos objetivos, o que não deixa de ser importante no processo político-eleitoral, nega que seja o candidato do partido, mas as lideranças garantem que ele será o nome do MDB e que, provavelmente terá o ex-presidente da Assembleia Legislativa (Ale), Maurão de Carvalho como vice. Quem viver verá... 

União Brasil – O governador de Rondônia, Marcos Rocha, que deverá assumir a presidência do novo partido, o União Brasil, originário da fusão DEM-PSL foi o centro de uma conversa entre diversas lideranças políticas regionais, sobre o seu futuro partidário. Na pauta também o presidente nacional do União Brasil, Luciano Bivar, de Pernambuco, que foi internado na última semana, após sofrer crise cardíaca. A internação no Hospital Vila Nova Star em São, ocorreu na última quarta-feira (11) e Bivar recebeu três stens (que alarga a passagens palas artérias), porque teria sofrido uma “intercorrência de saúde”. 

Rocha – A candidatura de Marcos Rocha à reeleição é uma consequência natural, de quem está no poder e, nos últimos meses o governador vem se movimentando em todo o Estado participando de ações de governo, como lançamentos dos ótimos programas “Tchau Poeira”, de pavimentação nas cidades, “Porteira Adentro”, priorizando a área rural e “Governo na Cidade” para recuperação de praças e logradouros públicos. Rocha trabalha bem a reeleição, mas Bivar já adiantou em várias oportunidades, que no União Brasil não há espaço para o presidente Jair Bolsonaro, que busca um partido para candidatar-se à reeleição em 2022. Rocha é parceiro de primeira ordem de Bolsonaro. O que mais se comenta nos bastidores é de como ficará o União Brasil em Rondônia, com Rocha presidente. As apostas estão abertas...  

Soja – O crescimento do cultivo da soja em Rondônia realmente surpreende. O jornalista José Luiz Alves, especialista na área agrícola/pecuária postou na sua coluna “Campo e Lavoura” desta semana, aqui no RONDONIA DINÂMICA, tópico comentando o volume de soja plantado na região da Ponta do Abunã, município de Porto Velho. Às margens da BR 364, após a ponte sobre o rio Madeira até a divisa com o Acre, adentrando quilômetros, as propriedades estão forradas com a soja, que deverá ter safra recorde. A soja, juntamente com a pecuária são a força da economia do Estado.  

Futuro - Há quem aposte que em menos de dez anos Rondônia será um novo Oeste do Paraná com predomínio do plantio de soja milho e algodão. Só não teremos o trigo, porque a região não é propícia para sua produção, pois não temos temperaturas baixa em Rondônia. Poucas pessoas sabem, mas Porto Velho é um município maior que alguns estados, que vários países e conta com cerca de 1 milhão de cabeças de gado de corte, o maior rebanho do segmento do Estado. Os investimentos dos grupos Masutti e Amaggi, que priorizam a soja demonstram a força da produção agrícola do jovem Estado.  

Respigo  

Apesar do feriado nacional de hoje (15) Proclamação da República, boa parte do comércio de Porto Velho funcionou pela manhã. A mesma situação ocorreu nas zonas Sul e Leste, pontos, além do centro, de enorme concentração comercial da capital +++ Mas as ruas e avenidas estavam praticamente vazias. Assim como os estabelecimentos comerciais, além de os supermercados, sempre lotados, não tiveram grande movimentação +++ Em contrapartida o Porto Velho Shopping estava lotado desde a manhã. A praça de alimentação no segundo piso, porque a do primeiro foi transformado numa grande loja, não dava conta de atender as pessoas +++ Com a proximidade das festas de final de ano (Natal e Ano Novo) ser atendido na única praça de alimentação do shopping deverá exigir muita paciência. O local é insuficiente para a demanda de pessoas, que buscam a praça de alimentação. 

 

Fonte: WALDIR COSTA
RD POLITICA ( WC E REDAçãO)