Coentro: 6 benefícios incríveis para a saúde

5 de abril de 2018 472

Aromático e popular na culinária de diversos países, o coentro é uma erva que pode proporcionar diversos benefícios para a saúde. Alguns componentes da planta têm a capacidade de agirem como antioxidantes, protegendo o organismo contra a incidência de processos inflamatórios (1).

Tradicionalmente, o coentro é conhecido por beneficiar o metabolismo e os sistemas circulatório, cardíaco e digestivo. Além disso, as substâncias presentes na erva poderiam melhorar o funcionamento cerebral, regular a menstruação e fortalecer o trato urinário.
Siga com a leitura abaixo e conheça mais sobre o coentro e suas potencialidades!

Quais são as características e as curiosidades sobre o coentro?

Conhecido pelo nome oficial Coriadrum sativum, o coentro é tanto considerado uma erva quanto um tempero, já que as folhas e as sementes são utilizadas para consumo. A origem da planta é incerta, mas possivelmente surgiu em regiões do mediterrâneo e da Ásia.
Por ter um odor bem forte e característico, muitas pessoas sentem repulsa pelo sabor do coentro. Alguns até chegam a dizer que o gosto lembra sabão ou algo sujo. E, curiosamente, existe uma explicação científica para isso.

Uma pesquisa feita na Universidade de Chicago descobriu que quem odeia a erva é mais sensível ao aldeído, um composto orgânico abundante nas folhas de coentro (2). Com um odor parecido com o do álcool, a presença da substância seria uma explicação para a associação com o sabão.

Apesar desse fato curioso, o coentro é rico em nutrientes. Aproximadamente, 4 gramas das folhas da planta têm minerais como ferro, magnésico, cálcio e fósforo (3). Ele também tem diversos compostos vegetais como cânfora e linalol, além de flavonoides como quercetina e apigenina.

Quais os benefícios do coentro para a saúde?

Por conta dos compostos vegetais e flavonoides, o coentro traz benefícios para o funcionamento do corpo. No entanto, é importante destacar que sozinho ele não é responsável por um organismo saudável.

É necessário uma série de fatores para isso, incluindo a alimentação, prática de exercícios físicos e bons hábitos. Com essa ressalva em mente, confira abaixo as principais vantagens do coentro para a saúde:

1. Auxilia o metabolismo a funcionar corretamente

Algumas pesquisas indicam que o coentro tem uma potencial ação no metabolismo, principalmente por auxiliar a reduzir o nível de açúcar no sangue. Um estudo mostrou que a erva melhoraria a digestão dos carboidratos e estimularia a secreção de insulina (4).

Portanto, é saudável inserir o coentro na alimentação como forma de facilitar o metabolismo, já que o excesso de açúcar na corrente sanguínea pode causar sérios problemas, como o surgimento de diabetes.

2. Facilita o processo digestivo

O coentro também teria a capacidade de melhorar o processo digestivo, aliviando o desconforto que pessoas com síndrome do intestino irritável sentem. Um estudo avaliou os efeitos em 32 pessoas com esse tipo de desordem (5).

Parte delas ingeriram uma preparação contendo coentro e outra parte, placebos. Depois de 8 semanas, o grupo que utilizou a erva apresentou uma diminuição significativa no grau e frequência das dores abdominais.

3. Pode melhora os níveis de pressão

Além de favorecer a boa saúde do intestino, o coentro tem substâncias que ajudam a reduzir a pressão arterial. A hipertensão é um problema que contribui para o surgimento de doenças cardiovasculares, derrame e falência dos rins, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (6).

A planta aromática também tem efeito diurético, outro elemento importante para quem precisa controlar a pressão alta (7).

4. Potencial antibacteriano

Ao adicionar o coentro como tempero, você também estará protegendo as suas preparações, pois ele tem substâncias com propriedades antibacterianas. Uma pesquisa apontou que a erva pode especificamente combater a salmonela, responsável pela contaminação de alimentos (8).

5. Ajuda a aliviar cólicas menstruais

Na medicina ayurveda, as sementes do coentro são utilizadas para aliviar as dores e as cólicas durante o período da menstruação. A planta tem propriedades capazes de favorecer a saúde menstrual, por regular os hormônios envolvidos no ciclo.
Mesmo que não existam pesquisas científicas sobre isso, o coentro é comumente aplicado para essa finalidade.

6. Melhora os níveis de colesterol

Controlar o colesterol é importante para manter o coração saudável. Estudos indicam que acrescentar coentro na alimentação pode auxiliar na diminuição do LDL, colesterol que em excesso pode prejudicar o sistema cardiovascular.

Uma pesquisa analisou em animais o consumo de sementes de coentro. O experimento mostrou uma significante redução dos níveis de colesterol ruim, mas elevação na quantidade de HDL, que é considerado o colesterol bom (9).

7. Tem ação anti-inflamatória

Uma série de doenças graves, como Alzheimer, Parkinson e esclerose múltipla são associadas com processos de inflamação crônica no organismo. No entanto, um estudo revelou que uma alimentação rica em coentro, pimenta, gengibre, cravo e canela pode contribuir para a diminuição de inflamações e prevenir a degeneração neurológica (10).

Como usar o coentro na alimentação?

Versátil, o coentro é um alimento que pode ser aproveitado em sua totalidade, desde as sementes até os caules e as folhas. É possível encontrá-lo fresco em supermercados e feiras, mas também é vendido desidratado ou apenas as sementes. Geralmente o maço custa, em média, R$ 2,90, podendo variar de acordo com a região do Brasil.

Assim como a salsinha, o coentro é bastante utilizado na culinária brasileira. Ele pode ser acrescentado em sopas, molhos, vegetais, peixes, carnes e frangos. A moqueca, por exemplo, prato típico baiano, tem como base a erva. Na Ásia, ele está presente em noodles e outras diversas preparações.

Além de ser possível utilizado em uma grande variedade de pratos ao redor do mundo, o coentro é muito fácil de ser cultivado, inclusive dentro de locais fechados, como casas e apartamentos. As plantas necessitam de sol e água de forma controlada, e crescem bem em ambientes mais úmidos e em solos bem drenados.

O tempo de crescimento pode variar, mas de maneira geral as folhas começam a surgir 45 dias depois da germinação. Ainda é possível cortar o caule e replantar as raízes; as folhas da planta crescerá novamente.