Comunicador e ex-vereador expulso da câmara; “nobres pares” querem cassar colega alegando falta de decoro, Escola do Legislativo nas câmaras de vereadores

3 de junho de 2022 100

 Ji-Paraná – No mínimo abusiva a expulsão do jornalista Edvaldo Gomes da câmara de vereadores de Ji-Paraná, que cobria sessão, que tratava de a possibilidade da cassação do vereador Brunno Carvalho (Solidariedade), que teve pedido de informações negado pela mesa diretora, a respeito de devedores, que seriam beneficiados por projeto de lei voltado para a negociação de passivos ao município. Insatisfeito, Brunno acionou o Ministério Público (MP), para saber quem seriam os beneficiados (200 pessoas jurídicas e 200 pessoas físicas). Agora está sendo ameaçado de cassação do mandato pelos seus colegas, com a alegação, que ele atentou contra a dignidade da Casa de Leis e de seus membros. Foi recomendada a aplicação de uma admoestação pela mesa diretora e ou sorteio dos membros da Comissão Processante, para analisar a possibilidade de perda do mandato por “comportamento incompatível com o decoro parlamentar”.  

Abuso II – A mesa diretora é presidida pelo vereador Negão Fonseca (MDB), filho do prefeito, Isaú Fonseca (MDB). Por questões de coerência, seriedade, legalidade e bom senso, os nomes das pessoas e empresas deveriam ser publicados junto com o projeto de lei. O povo tem que saber se realmente se há legalidade, justiça, ou privilégios a poucos em prejuízo de muitos. É importante lembrar, que o município, concedendo o benefício estaria abrindo mão de arrecadação. E a situação é mais grave, com a expulsão de um profissional de comunicação, como Edvaldo Gomes, no exercício do seu trabalho, que já foi vereador e ser retirado de um local público, mantido com dinheiro público, inclusive o custo de os “nobres pares”. O Sinjor, sindicato da categoria deve se manifestar contra a ação prepotente e arrogante, além de ilegal do presidente da mesa diretora, Negão Fonseca.  

Qualificação – Aos poucos a necessidade de qualificar a mão de obra no setor público ganha espaço em Rondônia. Estado muito jovem, com pouco mais de 40 anos de emancipação político-administrativa Rondônia, graças à Assembleia Legislativa (Ale) vem investindo na melhoria da mão de obra no setor público, tanto no atendimento aos deputados em seus gabinetes, como a comunidade, graças à Escola do Legislativo (EL), que é mantida pelos deputados. Ela oferece dezenas de cursos aos servidores da Casa do Povo e também às câmaras de vereadores, prefeituras e demais órgãos públicos, inclusive federal, estadual e à comunidade, com as vagas excedentes. 

Jaru – O bom trabalho da escola dos deputados na capacitação profissional, também está incentivando as câmaras de vereadores a criarem Escolas do Legislativo, como em Jaru. O vereador Carlos Afonso Martins (Pros), esteve esta semana com o diretor-geral da EL, Fábio Ribeiro, para receber informações e viabilizar a instalação da Escola do Legislativo na câmara de vereadores de Jaru. Segundo Fábio Ribeiro, a EL é uma fonte permanente de qualificação dos servidores públicos assegurando uma prestação de serviços eficiente aos vereadores e à comunidade em geral”. A liberação dos cursos à população, ocorre através das vagas excedentes. Os concluintes dos inúmeros cursos, sejam servidores ou membros da comunidade recebem certificados, enriquecendo os currículos. 

Deputado – O empresário Aziz Rahal, que ocupou a presidência do Instituto de Pesos e Medidas-Ipem de Rondônia, cargo que ocupava desde a posse do governador Marcos Rocha (União Brasil) pediu afastamento da vice-presidência regional do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Rondônia-Sinjor, porque é pré-candidato à Assembleia Legislativa (Ale) nas eleições de outubro próximo, pelo Patriota. Aziz é primeiro suplente de deputado estadual, piloto de aeronave, além de empresário e tem domicílio eleitoral em Ji-Paraná.  

Respigo  

O presidente da Assembleia Legislativa (Ale), deputado Alex Redano (PRB-Ariquemes) reúne a imprensa a partir das 16h de hoje (2) na quadra de esportes do colégio Major Guapindaia em Porto Velho. O colégio recebe material esportivo a ser distribuído para os alunos da escola +++ No próximo dia 25, a partir das 12h acontecerá no Pernambuco Bar, em Porto Velho, o Concurso de Marchinhas 2022. As inscrições estão abertas até o próximo dia 18 pelos telefones (69) 98123.2393 e 99356.4164 +++ A promoção é do bloco Concentra, Mas Não Sai e um dos organizadores é o agitador cultural, Carlinhos Maracanã +++ Estamos a 4 meses para a realização do primeiro turno das eleições gerais (presidente da República, governadores e respectivos vices, uma das três vagas ao Senado e deputados federal e estadual. Após as convenções partidárias (20 de julho a 5 de agosto) teremos os nomes que estarão em busca dos votos.

Fonte: WALDIR COSTA
RD POLITICA ( WC E REDAçãO)